Chamem o Poirot: Roubos intrigam ilha italiana

A matéria tem o sugestivo título de “Como um mistério de Agatha Christie. Roubos intrigam pequena ilha italiana (e todos os habitantes são suspeitos)”:

Dezenas de roubos meticulosamente planeados numa ilha remota estão a intrigar as autoridades. Num mistério semelhantes aos romances policiais de Agatha Christie, todos os habitantes são suspeitos.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, os três polícias de Capraia, uma ilha remota em Toscana, Itália, tem um mistério por resolver em mãos e precisam de encontrar os culpados entre a população de cerca de 400 habitantes.

A maior parte dos roubos, de casas e lojas, ocorre durante o inverno, quando os visitantes se ausentam da ilha, que fica mais perto da Córsega do que da Itália continental e só é acessível por barco, se o tempo permitir.

No incidente mais recente, os ladrões desativaram a câmaras de vigilância de uma tabacaria antes de retirar 60 mil euros do cofre.

Leia a história completa clicando aqui.

Uma homenagem a Christopher Plummer (1929-2021)

Ele estará eternamente em nossos corações pelo clássico “A Noviça Rebelde”. Também será lembrado por inúmeros outros filmes, como “Toda Forma de Amor”, pelo qual ganhou diversos prêmios aos 80 anos. Mas o grande ator…

Christopher Plummer (1929-2021)

… também esteve em obras cinematográficas de mistério. Uma delas foi baseada em Agatha: ele interpretou Leo Argyle na adaptação de 1984 para…

Punição Para a Inocência (Ordeal by Innocence)

Mais recentemente, esteve no elenco de um grande sucesso, “Entre Facas e Segredos”, de 2019.

Para sempre em nossa memória estará o grande ator Christopher Plummer.

Map Back: Mapas para os leitores de Agatha

As fotos abaixo, publicadas por Dilson Filho no grupo Agatha Christie Brasil no Facebook, são de uma antiga coleção americana de livros policiais, “Dell Publishing” (que também publicava livros de outros autores), na qual esses mapas eram acrescentados no verso dos livros. Segundo Dilson, a Dell lançou essa coleção intitulada “Map Back” justamente pelo fato de apresentar os mapas no verso dos livros entre os anos 1940 e 1950.

Globo Livros: Agatha em oferta no Submarino até 28.02.2021

Atenção para a promoção em fevereiro de 2021:

Livros em oferta no Submarino! Utilize o cupom AGATHA para garantir 1 livro com 10% OFF, 2 livros com 15% OFF ou 3 ou mais livros com 20% OFF. Cupom válido para livros desta seleção vendidos e entregues por Submarino de 01/02/2021 até 23h59 do dia 28/02/2021 ou até os primeiros 2.000 pedidos.

Link:
https://www.submarino.com.br/landingpage/agatha-christie?opn=AFLNOVOSUB&epar=b2wafiliados&franq=AFL-03-5923346

The Pale Horse: O Cavalo Amarelo estreia no Globoplay em 27.01.2021

De acordo com o site VCFaz, a minissérie “The Pale Horse” (O Cavalo Amarelo), exibida em 2020 pela BBC, estreia em 27.01.2021 no Globoplay:

Em dois episódios, a série baseado no romance homônimo de Agatha Christie, originalmente publicada em 1961 e é estrelada por Rufus Sewell, Kaya Scodelario, Sheila Atim, Georgina Campbell e Bertie Carvel.

A adaptação acompanha Mark Easterbrook (Sewell), um escritor que encontra sua primeira esposa eletrocutada no banheiro. Como se não bastasse uma morte, o homem se vê envolvido numa investigação policial quando seu nome aparece numa misteriosa lista escondida no sapato de outra jovem assassinada. Ao se tornar o principal suspeito, Easterbrook decide averiguar os casos por conta própria e acaba indo para a famosa Pale House, uma casa peculiar onde moram três supostas bruxas.

Leia mais clicando aqui.

Estadão: Agatha Christie na capa do jornal em 27.12.2020

Fonte: perfil oficial do Estadão no Twitter.

Link para a matéria (para assinantes): clique aqui.

Um trecho:

(…) Quem cresce numa casa de leitores, como Luis Krausz, mais cedo ou mais tarde vai ser desafiado por um livro na estante. Aconteceu com ele, e aconteceu com Sofia Fecchio, de 13 anos. Sempre que passa, ele está lá, chamando… “É um livro com vários contos de mistério de Edgar Allan Poe (1809-1849). Olho para ele quase todos os dias. Já tentei ler, mas ainda acho um pouco difícil”, conta a garota que tem uma lista dos próximos livros que quer ler – e ela tem das sagas contemporâneas de Harry Potter e Percy Jackson a tudo o que Agatha Christie (1890-1976) escreveu.

A rainha do crime, aliás, é sua paixão atual. Começou por E Não Sobrou Nenhum e Os Elefantes Não Esquecem. Com o dinheiro que ganhou dos avós no Dia das Crianças, comprou um Kindle e espera economizar com os e-books – para poder comprar mais e mais títulos. (…)

Leste e Oeste: Literatura policial japonesa e… Agatha

O site Clube dos Crimes Impossíveis publicou um interessante texto (de Raul Souza Paz) que cita Agatha. Alguns trechos:

(…) As conversas com Masaya Yamaguchi, criador do genial Kidd Pistols, e Shimada Soji me fizeram perceber que há um esforço dos japoneses não apenas em produzir novas histórias, mas em ajudar novos leitores.

Todos aprendemos, provavelmente até mesmo na escola, que Edgar Allan Poe deu vida ao que chamamos de literatura policial. Os Assassinatos na Rua Morgue trouxe um elemento primordial na elaboração de uma história do gênero: o raciocínio lógico. Poe referia-se a essa história como um “tale of ratiocination” e lendo a Filosofia da Composição fica claro que essas histórias eram tratadas de forma diferente por ele. O objetivo de Poe não era gerar os mesmos efeitos que pretendia em seus contos. Outros escritores seguiram o seu exemplo e continuaram a escrever histórias similares. Destaque para Wilkie Collins com The Moonstone.

(…) A literatura policial japonesa tornou-se mais robusta após a Segunda Guerra Mundial. O movimento conhecido como Honkaku tornou-se mais e mais evidente. (…) Quem lê Yokomizo Seishi e Agatha Christie consegue reparar a profundidade que ambos conseguem dar a personagens que são estereótipos de uma sociedade daquele período, por exemplo.

(…) O Honkaku havia focado em criar histórias que giravam em torno de truques utilizados pelos criminosos e de tramas resolvidas através do puro raciocínio lógico. Esse movimento havia recebido grande influência de autores como Agatha Christie, Arthur Conan Doyle, Dorothy L. Sayers, Ellery Queen, John Dickson Carr e muitos outros.

Leia o texto completo clicando aqui.

Morte no Nilo: Sem data para estreia

De acordo com o site CinePop, o lançamento da nova versão cinematográfoca de “Morte no Nilo”, adaptação do livro de Agatha com Gal Gadot e grande elenco, foi adiado por tempo indeterminado…

Leia mais clicando aqui.

Outros posts sobre o novo filme: clique aqui.

Uma curiosidade sobre as adaptações: o livro originalmente se chama “Death On The Nile”. No Brasil, a edição (linda e clássica) do Círculo do Livro, publicada nos anos 80, grafou na capa “A Morte No Nilo”. Já o (excelente) filme de 1978 chegou ao Brasil como “Morte Sobre o Nilo”. As versões brasileiras atuais do livro, bem como o novo filme em produção, foram lançados como “Morte No Nilo” mesmo…

Sebos e feiras: Livros de Agatha em promoção durante a pandemia no Rio

Durante os meses de março a setembro de 2020, praticamente não houve funcionamento das feiras de livro do Rio de Janeiro em locais abertos ao grande público e a preços acessíveis. Mas em outubro, e até o dia 15 de novembro de 2020, está em funcionamento a tradicional feira de usados, desta vez no Largo do Machado. Com cerca de 20 barracas, desta vez (pelo menos por enquanto) há pouca oferta de Agatha. Os vendedores estão trabalhando com máscara, mas não se vê muito álcool gel à disposição. Até pela exposição, manuseio e estado dos livros, faça sua higienização.

Ali bem perto, na Rua do Catete esquina com Rua Dois de Dezembro, há uma banca fixa onde há dezenas de obras de Agatha (escondidas na parte de baixo de um grande “armário” na calçada) da coleção de bolso da Record (aquela de páginas de “papel de jornal”, como alguns chamam) num custo bem acessível: dois livros por cinco reais. Algumas estão em bom estado de conservação, mas nem todas.

Uma esquina depois, na Rua Buarque de Macedo número 72, quase esquina com Rua do Catete, há uma livraria de usados chamada Beta de Aquarius com cerca de 30 títulos da Dama do Mistério (foto abaixo); são exemplares de diversas editoras. Os preços variam de R$ 5 (L&PM Pocket, em excelente estado) a R$ 15, incluindo os de capa dura do Círculo do Livro. Eles fazem descontos em grandes quantidades.

Já para livros novos, a única opção da região fica no sentido oposto, na Livraria Galileu, também na Rua do Catete mas próximo à Rua Almirante Tamandaré.

Cem anos: O Misterioso Caso de Styles na Super Interessante

Um ótimo texto de Carolina Fioratti sobre “O Misterioso Caso de Styles” foi publicado no site da Super Interessante:

(…) Foi num dia de tédio no trabalho, em 1916, que Agatha teve uma luz. Ela já queria escrever um mistério policial havia algum tempo. Sua irmã Madge a desafiou, dizendo que ela não seria capaz. Estava começando uma era de ouro das histórias de detetive – entre 1920 e 1930, livros que estimulavam o leitor a descobrir a identidade do assassino se tornaram tão populares quanto filmes de super-herói são hoje.

Torquay estava repleta de refugiados belgas por causa da guerra – por que não ter um deles como protagonista? Assim nasceu Hercule Poirot, um baixinho bigodudo famoso por resolver qualquer caso apenas com a massa cinzenta. Inspetor Japp e Capitão Hastings também aparecem em sua estreia, O Misterioso Caso de Styles.

Foi durante a guerra, também, que se casou com Archibald, militar e aviador. Por incentivo dele, Agatha enviou a obra para seis editoras. Quatro anos depois, ela recebeu uma resposta de John Lane, fundador da editora The Bodley Head. Em outubro de 1920, há exatos cem anos, Agatha Christie chegou às livrarias do Canadá. (…)

Leia o artigo completo em:
https://super.abril.com.br/especiais/o-misterioso-caso-de-agatha-christie/

Chamem o Poirot: Armas de filmes 007 roubadas e sem pistas

Cinco armas de enorme valor foram roubadas em março de 2020 a cerca de 20 km ao norte de Londres. Elas fizeram parte de filmes de James Bond, o agente famoso 007 do cinema. De acordo com o portal G1, a Scotland Yard teve que lançar, em 21.09.2020, um apelo por testemunhas para tentar encontrar os criminosos, pois não há pistas… Quem dera se Poirot fosse real e pudesse ser chamado neste caso, não?

No dia 23 de março, à noite, enquanto o Reino Unido estava em confinamento estrito em razão da Covid-19, as armas foram roubadas de seu dono em Enfield. Embora os ladrões tenham sido percebidos pelos vizinhos, eles conseguiram escapar antes que a polícia chegasse.

O saque: duas pistolas Beretta, uma “Cheetah” e outra “Tomcat”, uma Walther PPK, um revólver Smith and Wesson 44 Magnum e outra pistola Lama calibre 22, que apareceram nos filmes “Um novo dia para morrer”, “Na mira dos assassinos” e “Viva e deixe morrer”, do agente 007.

Uma dessas armas, a pistola Lama de empunhadura amarela, foi encontrada em abril, enferrujada, em um campo próximo a uma estação de trem em Essex. As outras, algumas peças únicas, não foram encontradas.

Leia mais clicando aqui.

DarkSide Books: Dicionário Agatha Christie de Venenos em português

A DarkSide Books apresenta a obra “Dicionário Agatha Christie de Venenos”:

A grande dama do romance policial, Agatha Christie, se deleitava ao usar venenos para matar as vítimas em seus romances. O extenso conhecimento da romancista sobre química influenciou o uso da técnica em suas histórias, e ela acabou nos envenenando com seu talento também.

O lançamento é para todos os fãs de Christie, de mistério e de true crime, mas também para aqueles que gostam de conhecer a ciência e o raciocínio lógico que se esconde por trás de grandes obras literárias. Uma verdadeira celebração do uso da ciência pela eterna Dama do Crime.

Pré-venda na loja oficial da DarkSide:
http://bit.ly/Dic-AgathaChristie

Leia também [post de 2017]:
Poções de Agatha: Arsênico, Ricina, Digitalina e outros venenos em novo livro

Posts relacionados a venenos:
https://acasatorta.wordpress.com/category/crimes-reais-venenos/

Paris, 1883: Primeira partida do Expresso Oriente

A viagem inaugural foi em 04 de outubro de 1883. Matéria do SNCF:

En cet après-midi du 4 octobre 1883, une foule élégante et curieuse se presse Gare de Strasbourg, l’ancien nom de la Gare de l’Est. Personnalités politiques, journalistes et écrivains se sont réunis pour l’inauguration d’un train révolutionnaire composé de voitures-lits et de voitures-restaurants: le Train Express d’Orient, rebaptisé quelques années plus tard Orient-Express.

Le premier voyage en train à destination de Constantinople traverse l’Europe jour et nuit jusqu’à Bucarest. Les passagers empruntent ensuite un autre train jusqu’en Bulgarie puis un navire qui les conduit à destination par la mer Noire puis le Bosphore. L’accès direct par le train se fera en 1889. Constantinople devient alors le terminus majestueux de l’Orient-Express, synonyme de luxe et de romance.

Ce premier aller-retour réalisé en moins de 2 semaines, sera rapporté par une presse enthousiaste. Dans l’édition du 20 octobre 1883 du Figaro, l’envoyé spécial Georges Boyer raconte: « En 76 heures au lieu de 111 comme autrefois, nous avons accompli le trajet de Constantinople à Paris et cela sans la plus légère fatigue, dans des conditions de confort absolu. »

Leia a matéria completa (em francês) clicando aqui.

130 anos: Homenagens a Agatha Christie

Centenas de homenagens mundo afora…

… incluindo o elenco de Morte Sobre o Nilo:

https://www.facebook.com/ingressocom/videos/1014971498999897

A de Margaret Rutherford:

Matérias:
Cinco livros para celebrar Agatha Christie
Agatha Christie: 10 livros para desvendar a Rainha do Mistério
Da Livraria do Globo às novas traduções: a contribuição gaúcha para o sucesso de Agatha Christie
Há 130 anos nascia a escritora britânica Agatha Christie

No Twitter:

Assassinato na Casa do Pastor é o 1º romance policial com a querida Miss Marple, publicado em outubro de 1930. (…)
https://twitter.com/literapolicial/status/1305847998845513728

Leia também:
Hercule Poirot’s soldiers in 4th resurrection marking Agatha Christie’s 130th birth anniversary

Mais em breve!

Vídeo do Literatura Policial:

Livros de Agatha: Títulos em traduções curiosas

A mesma estranheza que os britânicos poderiam ter com as traduções dos títulos de Agatha nas mais diversas línguas, tantos os brasileiros quanto os portugueses também têm em relação à diferença dos títulos em Portugal e no Brasil. Claro que isso não é “privilégio” da literatura: acontece demais no cinema. Mas abaixo vão apenas alguns dos casos mais estranhos com relação à tradução dos títulos originais da dama do mistério, especialmente a diferença entre os dois países de língua portuguesa.

THE MURDER ON THE LINKS (1923)
– Assassinato no Campo de Golfe (BR)
– Poirot, o Golfe e o Crime (PT)

OS QUATRO GRANDES (1927)
– Os Quatro Grandes (BR)
– As Quatro Potências do Mal (PT)

PARTNERS IN CRIME (1929)
– Sócios no Crime (BR)
– O Homem que Era o nº 16 (PT)

THE MURDER AT THE VICARAGE (1930)
– Assassinato na Casa do Pastor (BR)
– Encontro com um Assassino (1982) / Crime no Vicariato (2001) (PT)

PERIL AT END HOUSE (1932)
– A Casa do Penhasco (BR)
– Perigo na Casa do Fundo (PT)

LORD EDGWARE DIES (1933)
– Treze à Mesa (BR)
– A Morte de Lorde Edgware (PT)

Veja mais títulos clicando aqui.

Morte no Nilo 2020: Nova data de lançamento

De acordo com o perfil Literatura Policial no Facebook…

https://www.facebook.com/literaturapolicialcom/

… a estreia da nova versão de “Morte no Nilo”, adaptação de Agatha Christie com direção de Kenneth Branagh, foi adiada para 23 de outubro de 2020, duas semanas além do lançamento original, devido à pandemia de Covid-19.

Mais posts sobre Morte no Nilo:
https://acasatorta.wordpress.com/?s=nilo&submit=Pesquisa