RJ: Leitura dramatizada em 18.08.2018

Bia Sion e Joice Niskier realizam leitura dramatizada celebrando 23 anos da Casa Museu Eva Klabin. 18 de agosto de 2018, às 16h.

Anúncios

John Malkovich: Um novo Poirot (e com Rupert Grint)

Esta ainda não saiu nem em português: John Malkovich de Poirot? E com Rupert Grint (de Harry Potter) no elenco? Quem viver verá:

John Malkovich and “Harry Potter” star Rupert Grint have signed on for “The ABC Murders”, an Agatha Christie adaptation for the BBC in Britain and Amazon in the U.S. Shooting gets underway in June and will see Malkovich become the latest actor to take on the role of the famously mustachioed Belgian detective.

John Malkovich e Rupert Grint

John Malkovich e Rupert Grint

Kenneth Branagh played the sleuth in the 2017 film adaptation of “Murder on the Orient Express” and is reprising the role in a remake of “Death on the Nile.” David Suchet and Alfred Molina are among those to have played the part on the small screen.

Grint has signed on to play Inspector Crome. The cast also includes Andrew Buchan (“Broadchurch”), Eamon Farren (“Twin Peaks”), Tara Fitzgerald (“Game of Thrones”), Bronwyn James (“Harlots”), and Freya Mavor (“The Sense of an Ending”).

Leia mais clicando aqui.

Galeria de Fãs: Jean P. Chauvin

Jean P. Chauvin

Jean P. Chauvin

Jean P. Chauvin é responsável pela disciplina O Romance Policial de Agatha Christie, na Escola de Comunicações e Artes da USP. O site Jornal da USP publicou um texto seu sobre Agatha em 07.05.2018:

Todo romancista em algum momento recorre a expedientes para relembrar (ao leitor) o nome das personagens que criou. Esse procedimento se revela particularmente útil quando a quantidade das figuras é maior que a habitual.

Chamemos a esse recurso de recapitulação.

A intervalos mais ou menos regulares, o escritor leva o investigador (ou seu auxiliar) a fazer uma lista de pessoas, ações e lugares, como forma de recordar e melhor organizar as suas anotações. Essa providência tem como alvo primário o leitor, que fixará mais facilmente o nome das criaturas envolvidas na trama.

A questão é que ao recapitular os elementos desse modo, o escritor corre o risco de tornar a leitura cansativa e, mesmo, arrastada. Na tentativa de facilitar a vida do leitor, a narrativa pode ser comprometida em sua fluidez e progressão. Isso porque as constantes retomadas de dados (especialmente aqueles já registrados por outras personagens) provocam a sensação de que o didatismo nem sempre favorece a qualidade literária.

Esse senão é particularmente perceptível em Nêmesis (1971), um dos últimos trabalhos de Agatha Christie. Protagonizado por Miss Jane Marple, o romance começa por retomar sua curiosa parceria com o Sr. Rafiel, de Mistério no Caribe (1964). Triste constatação: os quatro capítulos iniciais de Nêmesis envolvem personagens do romance anterior, com direito à repetição de opiniões por parte de Miss Marple e dos advogados do Sr. Rafiel.

Antes de prosseguir, uma importante distinção. Poderíamos mencionar dois métodos de recapitulação em Nêmesis. 1. Externo, ou intertextual, em que o enredo de um romance dialoga (ou serve de estofo) com o de outro; 2. Interno, ou endógeno, em que determinados pensamentos ou diálogos são reproduzidos no interior do próprio romance.

Leia o texto completo clicando aqui.

Maio de 2018: Notícias em torno da Dama do Mistério por aí

Alguns links capturados. Boa leitura!

A Murder Is Announced: The Alexandra Players bring Miss Marple to Charlton [15.05.2018]

Syrian novelist Haitham Hussein converses with Agatha Christie [15.05.2018]

Agatha Christie’s Love From a Stranger interview [14.05.2018]

Affairs, betrayal and contemplating suicide… The devastating real story behind Agatha Christie’s novels [12.05.2018]

Edgar Awards 2018: Vencedores

O site Literatura Policial conta que aconteceu na noite de 26.04.2018 a premiação do Edgar Awards, que reconhece os principais autores da literatura de suspense, mistério e policial nos Estados Unidos:

Nomes de muito prestígio já integraram as comissões e venceram as principais categorias, como Raymond Chandler, Patricia Highsmith, Agatha Christie e Rex Stout.

O melhor romance foi para Bluebird, Bluebird, de Attica Locke, livro inédito no Brasil. Attica Locke já escreveu roteiros para vários estúdios de cinema, como Paramount e Warner Bros., e também foi roteirista e produtora da série Empire. Seu primeiro livro, Black Water Rising, foi indicado ao Edgar Awards em 2010.

Leia a matéria com a lista completa dos vencedores clicando aqui.

Site oficial:
http://www.theedgars.com

Agatha Christie foi premiada em 1955: levou Best Play (“Witness for the Prosecution”) e The Grand Master.

Porto Alegre Noir: De 13 a 15.04.2018

De acordo com o blog Literatura Policial, a 1ª edição do Porto Alegre Noir, festival dedicado à literatura policial e ao cinema de inspiração noir, será realizado na capital gaúcha entre 13 e 15 de abril de 2018:

O evento acontece na Cinemateca Capitólio Petrobras e já teve a programação divulgada.

O Porto Alegre Noir é uma realização da Fio Produtora, Cine Um Produtora e Cesar Alcázar, e tem como patrocinadores a editora L&PM e a Versátil Home Video. Para mais informações, acesse a página oficial do evento:

https://portoalegrenoir.wordpress.com/

Confira os encontros que vão acontecer
em Porto Alegre:

https://literaturapolicial.com/2018/03/22/festival-porto-alegre-noir-acontece-em-abril-confira-a-programacao/