Enquanto isso, no Brasil…

lupa_digital.jpgLady Lucy me enviou o link de um texto muito interessante de autoria de Paulo Polzonoff Jr que fala da literatura policial brasileira e cita, claro, autores e personagens internacionais, como Poirot e Sherlock Holmes. Mais que isso, o texto fala sobre temas que sempre me incomodam, como classificações e rótulos.

Ora, por que não se aceita que o escritor seja tão-somente um escritor de livros policiais? A resposta está na própria pergunta: o advérbio. Sempre que se fala de literatura policial usa-se coisas como o “tão-somente”. Que serve, não é preciso ser gênio para perceber, para limitar o gênero a um plano inferior. É como se disséssemos: daqui para cima, só há espaços para Grandes.

Não deixe de ler:
Os muitos dilemas da literatura policial brasileira

Agenda de TV

Pôster do filme Agatha, de 1979Filmes adaptados da obra de Agatha Christie programados pelos canais brasileiros para fevereiro de 2008. As informações foram fornecidas pelos canais e podem sofrer alteração. Consulte o site oficial da HBO, Cinemax e Maxprime para confirmar a programação.

Destaque: “O Mistério de Agatha” (pôster ao lado), de 1979, com Dustin Hoffman e Vanessa Redgrave. O filme foi indicado ao Oscar e ao BAFTA por Melhor Figurino.

Data Hora Filme Canal
04/02 04h45 O Caso do Hotel Bertram HBO
04/02 16h00 Um Pressentimento Funesto Maxprime
05/02 04h45 Nêmesis HBO
07/02 06h30 O Caso do Hotel Bertram HBO
09/02 05h00 Nêmesis HBO
12/02 02h30 O Caso do Hotel Bertram HBO
13/02 02h30 Nêmesis HBO
17/02 05h30 Nêmesis HBO
21/02 04h00 Nêmesis HBO
25/02 04h00 Nêmesis HBO
28/02 06h45 O Mistério de Agatha Cinemax
29/02 03h00 Nêmesis HBO

Bônus
Sherlock Holmes – Como tudo Começou (Dr. Bell And Mr. Doyle: The Dark Beginnings Of Sherlock Holmes)
Canal: HBO
03/02 às 02h30
06/02 às 07h55
07/02 às 04h35
12/02 às 00h30
22/02 às 11h45

Pudim de Yorkshire & Puddings

— I say, that fat’s corking hot. What are you going to put in it?
— Yorkshire pudding.
— Good old Yorkshire. Roast beef of old England, is that the menu for today? (4.50 From Paddington)

Yorkshire PuddingQuando li a primeira referência ao pudim de Yorkshire, num livro de Agatha Christie, o que me veio à cabeça foi um pudim cremoso, amarelo, feito com muito leite e ovos, um perfume de baunilha e… doce. Apenas recentemente descobri que o pudim de Yorkshire leva leite, sim, ovos, sim, farinha, gordura – e é salgado.

Feito para enganar o estômago nas épocas de vacas magras, o pudim de Yorkshire é uma espécie de massa assada para aproveitar a gordura e o molho do rosbife. O pudim era assado embaixo da grelha onde estava a carne, para absorver o sumo que dali pingava. Continuar lendo

Poirotiradas

A imaginação é um ótimo servo e um péssimo mestre. A explicação mais simples é sempre a correta.

Eu já não disse a você várias vezes que tudo, por mais insignificante que pareça, deve ser levado em consideração?

(ambas no capítulo 6 de “O Misterioso Caso de Styles”, 1920)

Agatha Christie, Woman of Mistery

Capa do livro Agatha Christie, Woman of MisteryO jovem Tommy Beresford publicou citação de Tamsem Harward, alguns posts atrás, que questionava o fato das escolas britânicas não estudarem os livros de Agatha Christie.

Por coincidência, depois disso li “Agatha Christie, Woman of Mistery”, de John Escott. Eu fico com receio de dizer que é uma “biografia romanceada” porque pode dar a idéia de que o autor tenha enfeitado algumas passagens com inverdades, o que não é exatamente correto. John Escott de fato floreou algumas passagens, mas ateve-se aos dados biográficos que os fãs da Duquesa da Morte conhecem ao garimpar em várias fontes.

A grande vantagem do livro, aliás, é juntar essas informações de forma coesa e cronológica, e ilustrar tudo com fotos difíceis de encontrar Internet afora – um exemplo é a foto de Agatha Christie saindo do hotel onde foi encontrada após seu colapso nervoso, ou fac-símiles de capa de jornal anunciando recompensa de 100 libras por pistas que levassem a encontrar a escritora.

Continuar lendo

Morte nas Nuvens

Morte nas nuvens, Ed. Nova FronteiraSinopse da quarta capa: O assento nº 9 dava a Hercule Poirot a localização perfeita para observar seus companheiros de vôo. À direita, ele podia ver uma bela jovem, visivelmente apaixonada pelo homem a seu lado. Mais adiante, o assento nº 13 era ocupado por uma condessa que mal disfarçava o vício da cocaína. Do outro lado do corredor, no assento nº 8, sentava-se um escritor de contos policiais, às voltas com uma vespa impertinente. O que Poirot ainda não tinha percebido era que atrás dele, no assento nº 2, estava caído o corpo sem vida de uma mulher. Para os passageiros que vinham de Le Bourget, o breve vôo do Prometeu sobre o canal da Mancha prometia ser tudo, menos uma viagem de rotina.

Death In The Clouds (ou Death In The Air, 1935)
(Morte nas nuvens, em Portugal)

Citações e referências
Referências à vida pessoal, humor e métodos de Hercule Poirot:
Continuar lendo