Lendo e aprendendo

Trecho de “O Homem do Terno Marrom” (1924), em tradução de de Maria Antonieta Brantt Corrêa para o Círculo do Livro (página 123):

Anthony lançou-lhe um olhar perscrutador:

– Você já esteve na Herzoslováquia, não é ? – indagou.

– Sim. Estive lá com meu marido durante dois anos, na embaixada.

– Então foi exatamente antes do assassinato do rei e da rainha. Encontrou-se alguma vez com o Príncipe Miguel Obolovitch ?

– Miguel ? Claro que sim. Vilão terrível ! Lembro-me de que ele sugeriu que nos casássemos morganaticamente.

Do Aurélio:

Morganático. [Do latim morganaticu] Adj. 1. Diz-se do casamento contraído por príncipe com mulher de condição inferior. 2. Diz-se da esposa nesta espécie de casamento.

Do Wikipedia:

O casamento morganático é aquele em um(a) nobre, príncipe (princesa) ou rei (rainha) desposa alguém de posição social inferior, normalmente da plebe.

No casamento morganático, geralmente o nobre mantém seus títulos, e até seus direitos de sucessão, mas fora algumas excepções, estes não são estendidos ao seu consorte nem aos seus filhos.

Exemplos:

– Depois de enviuvar, o rei consorte Fernando II de Portugal casou em 1869 com a cantora de ópera Elise Hemsler, que foi feita Condessa de Edla.

– O rei Eduardo VIII do Reino Unido casou-se com Wallis Simpson em 3 de Junho de 1937, mas depois de abdicar da coroa. Reverteu à condição de príncipe do Reino Unido e Duque de Windsor.

– Mais recentemente, o casamento de D. Filipe de Borbón, Príncipe de Astúrias, com a jornalista Letizia Ortiz, em 22 de Maio de 2004, foi aceite pela coroa espanhola. A sua filha Leonor está na linha de sucessão do reino de Espanha.

– Mas Carlos [sic], Príncipe de Gales, que se casou com Camilla Parker Bowles em 9 de Abril de 2005, pode vir a ter que abdicar da sucessão ao trono britânico.

– Em 1908, Dom Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança, Principe herdeiro da Coroa Brasileira casou com a Condessa Checa Isabel Maria Adelaide Dobrzensky de Dobrzenicz. Por considerar a nora de nobreza menor, a Princesa Isabel, obrigou o primogenito a abdicar em favor de seu irmão, Dom Luís Maria Filipe de Orléans e Bragança.

Na busca por “morganático” no Google, encontrei dois links curiosos:

neste link de um blog de Portugal a seguinte curiosidade a respeito do sexto livro de J. K. Rowling sobre… Harry Potter:

O título Half-Blood Prince não seria tão simples assim. O que se comenta é que Prince(príncipe em português) é o sobrenome de Snape. No caso, Prince não seria propriamente “príncipe”, e sim o sobrenome. Isso consequentemente eliminaria os títulos possíveis em Portugal e também no Brasil, como Harry Potter e o Príncipe Mestiço, Príncipe Bastardo ou Príncipe Morganático.

– este aqui é do excelente blog Pensamentos de uma Batata Transgênica:

Quando a princesa Nori se casou com o plebeu Yoshiki Kuroda, terça passada, foi assunto em todos os jornais caus que a última vez que uma princesa japonesa abdicou de sua condição de membro da família real foi em 1960.

E também porque a história parece mesmo um conto de fadas – meio que do avesso, falar a verdade: ambos se conhecem desde crianças, mas só começaram a namorar há dois anos. Para enfrentar sua nova vida como pessoa comum a princesa teve aulas de direção, de gerenciamento do lar e de como fazer compras em supermercado. Fofinho, dito assim.

O problema foi quando o apresentador do RedeTV News comentou a notícia: ele sorriu! Se Marcelo Rezende já é aterrorizante com cara de bravo desde a época do “Linha Direta”, imagine sorrindo. *Brrr* E ainda chamou a ex-princesa de “bonitinha”. * Duplo brrrr*

E por falar em tronos e príncipes e princesas, Albert 2º finalmente tomou o poder em Mônaco, seis meses após o falecimento do pai, Rainier. Esse é outro que não tem herdeiros ainda – o filho que ele tem com uma comissária de bordo não entra na linha de sucessão mesmo que ele se case com ela, por ser morganático.

A bolsa de apostas agora é: quando Charles assumirá o trono da Inglaterra, ***se*** assumir?

Realmente… uma coisa puxa a outra. Da Inglaterra de Agatha Christie passamos por Harry Potter, pelo Japão e acabamos voltando à Inglaterra de Agatha Christie ! 🙂

Anúncios

Um pensamento sobre “Lendo e aprendendo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s