Pêche Melba

Parte final da série de pratos mencionados no livro O Inimigo Secreto (veja hors-d’oeuvre e os pratos quentes).

Tuppence atacou alegremente o pêche Melba. (pág. 29)

A sobremesa de pera que Tuppence honrou com seu apetite foi criada por Auguste Escoffier, chef do Hotel Ritz de Londres. Ele batizou-a em homenagem à soprano Nellie Melba, que se apresentava no Covent Garden com a ópera Lohengrin, de Richard Wagner.

Curiosidade – A tradução portuguesa da mesma frase ficou assim:

Tuppence agarrou o Peche Melba dela felizmente.

O livro completo pode ser lido nesta tradução no site português Seu Lazer.

Pêche Melba
Ingredientes:
Pêssegos frescos maduros ou em calda
framboesas frescas
limão
açúcar
sorvete de creme ou baunilha

Pêche MelbaPreparo:
Deixar ferver, por uns 30 segundos, pêssegos frescos e macios. Escorra-os, deixe-os esfriar e retire as peles.
Preparar uma calda com um litro de água e 500g de açúcar e acrescentar baunilha. Deixar ferver por cinco minutos e colocar os pêssegos, deixando-os cozinhar nessa calda por mais oito minutos, cada lado dos pêssegos. Deixar esfriar e dividi-los ao meio retirando os caroços.
Para o coulis, 200g de framboesas, 60g de açúcar de confeiteiro e o sumo de ½ limão. Bater o coulis no liquidificador e peneirar.
Na hora de servir, colocar o sorvete de creme ou baunilha em bolas, o pêssego por cima e o culis. (Dical Braconnot)

Observação: As citações e respectivas páginas foram extraídas da edição brasileira de O Inimigo Secreto
Ed. Círculo do Livro
Tradução: Carlos Soulié do Amaral
Ano: n/d
Páginas: 265

Fontes de pesquisa
Nutrinews: Ritz mantém a tradição, história e glamour
Novos Rumos: Culinária e alta cultura no Brasil

Anúncios

3 pensamentos sobre “Pêche Melba

  1. Muito Nham isso.

    ….

    “Tuppence atacou alegremente o pêche Melba. /
    Tuppence agarrou o Peche Melba dela felizmente.”

    Ainda bem que não foi “Tuppence atacou Melba e alegremente agarrou o pêche dele”, senão eu dava uns catiripapos nela ou nesse tal de Melba. 🙂

    Mas eu sou de paz e amor. Felizmente. 🙂

  2. Pingback: Hotel Savoy - Londres « A Casa Torta

  3. Pingback: Gordon Ramsay & Kaspar the cat « Batata Transgênica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s