Poirot visto pelos outros

Sempre fica aquela dúvida: qual ator melhor personifica o grande Hercule Poirot ? Entre os cinéfilos, muitos dirão Peter Ustinov, que consagrou o detetive em adaptações como a de “Morte no Nilo” (nas telas brasileiras, “Morte Sobre o Nilo”), ainda que Ustinov esteja bem distante da descrição sugerida por Agatha Christie em seus primeiros livros. A modernidade da TV a cabo trouxe para nós David Suchet, uma das caracterizações mais interessantes, além de Alfred Molina, Austin Trevor, entre outros.

Há passagens, em geral muito bem humoradas, nos livros da Dama do Crime que apresentam ao leitor a visão dos outros personagens ao se depararem com o detetive. Uma delas está em “O Assassinato de Roger Ackroyd”, quando Poirot é confundido com um… cabeleireiro ! Abaixo, alguns trechos, na tradução portuguesa de Heitor Berutti:

Mas não é certamente isto que Caroline deseja saber. Ela quer saber de onde vem, que faz, se é casado, quem era, isto é, quem é sua mulher, se tem filhos, qual era o nome de família de sua mãe, e assim por diante. Começo a acreditar que quem inventou os passaportes devia ser um tipo do género de minha irmã.
– Ouve, Caroline – disse lhe. – Não pode haver dúvidas sobre a profissão do nosso vizinho. Deve ser um cabeleireiro que se retirou dos negócios. Não reparaste no seu bigode?
Não estava de acordo; achava que se fosse um cabeleireiro, teria os cabelos ondulados e não lisos. Todos os cabeleireiros os têm assim.
Citei o exemplo de alguns cabeleireiros que têm os cabelos lisos, mas Caroline não se convenceu.
– Há dias – disse num tom insatisfeito – pedi-lhe emprestados apetrechos para o jardim; mostrou se gentilíssimo, porém, nada consegui arrancar-lhe. Finalmente, perguntei lhe, à queima roupa, se era francês, e ele respondeu que não; e, não sei porquê, não ousei fazer-lhe outras perguntas. (capítulo 3)

O meu minúsculo vizinho aprovou com a cabeça.
– É assim mesmo. Acabamos por ser escravos dos nossos hábitos. Trabalhamos para alcançar um objectivo, e, uma vez alcançado, começamos a sentir falta das velhas ocupações. Digo a verdade, senhor, o meu trabalho era dos mais interessantes que existem no Mundo.
– Ah!, sim? – animei. Por um momento, senti me dominado pelo espírito de Caroline.
– Estudava a natureza humana, meu caro senhor – confessou ele.
– A sério?
Era evidente que se tratava de um cabeleireiro retirado. Quem conhece os segredos da natureza humana melhor do que um cabeleireiro? (capítulo 3)

Fiquei assombrado. Não podia imaginar um Ackroyd que escolhera um cabeleireiro para seu confidente e discutira com ele o casamento de sua sobrinha com o enteado. Ele costumava tratar com bondosa superioridade as pessoas que lhe são inferiores em classe e tem uma noção bem viva da sua dignidade. Comecei a pensar que, afinal, Mister Porrot [sic] poderia não ser cabeleireiro. Para ocultar a minha confusão, disse a primeira coisa que me passou pela cabeça.(capítulo 3)

– Peço lhe, doutor, que me acompanhe à villa dos Lariços.
O convite era realmente estranho e Caroline especificou:
– A casa daquele estranho homenzinho.
– Exactamente confirmou Flora. – Sabem quem é, não é verdade?
– Julgo tratar se de um cabeleireiro reformado – declarei arriscando um sorriso.
– Que está a dizer! – espantou se Flora. – É Hercule Poirot, o célebre detective particular. Tem feito investigações prodigiosas, como essas que vêm nos livros. Retirou se, há um ano, da profissão e veio morar para aqui. Meu tio sabia quem ele era, mas prometera lhe guardar sigilo, já que ele pretendia manter se tranquilo. (capítulo 7)

Curiosamente, Poirot também é descrito em Morte na Mesopotâmia como “um protótipo de cabeleireiro de peças cômicas”… 🙂

Anúncios

Um pensamento sobre “Poirot visto pelos outros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s