O mistério Agatha

Na biblioteca de Greenway House

Na biblioteca de Greenway House

O mundo mudou desde que Agatha Christie nos deixou, em 1976. As pessoas hoje vivem à sombra do terrorismo, mesmo na Inglaterra onde Poirot e Miss Marple fizeram a sua parte. Entretanto, o fato de que seus livros têm sido lidos por bilhões de leitores apenas demonstra que, subconscientemente ou não, um grande número de pessoas compartilha da fé de Christie de que o crime é uma aberração que é resolvida a caminho de um final feliz.

Esta é a conclusão de um artigo publicado no The Economic Times, jornal indiano, que tenta responder a questão da permanência de Agatha Christie entre os autores mais lidos do mundo.

So what makes Agatha Christie so universally popular to an extent where people who swoon at the sight of a drop of blood keep reading and re-reading murder novels where the culprit is brought to book in the last chapter? It could be a case of familiarity breeding content for a reader who wants to be transported to a different world. Christie’s greatest gift was that she could make even a murder mystery infinitely soothing. The past always looks pleasant in retrospect and Christie takes us back to the English countryside set in the two decades between the end of World War I and the beginning of World War II. (The Sunday Economic Times)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s