Os jardins de Greenway House (3)

Enquanto o trabalho de mudança progredia, Hannaford, o jardineiro, que era um velho cão fiel, dedicado aos patrões a quem servira por tanto tempo, chamou-me de parte e disse: “Veja o que salvei para a senhora, o que tirei deles”. Eu não fazia a menor idéia do que ele queria dizer, mas acompanhei-o à torre do relógio, por cima das cavalariças. Aí, passando por uma espécie de porta secreta, mostrou-me uma enorme quantidade de cebolas espalhadas no chão, cobertas com palha, e também pilhas de maçãs. (Agatha Christie, Autobiografia, Círculo do Livro)

Vista do Rio Dart a partir dos jardins de Greenway

Vista do Rio Dart a partir dos jardins de Greenway

 

Outra vista do rio

Outra vista do rio

Estátua de pedra no jardim de Greenway

Estátua de pedra no jardim de Greenway

Este sanitário vitoria foi encontrado enterrado sob uma pilha de folhas durante uma escavação arqueológica nas terras de Greenway. Acredita-se que remonte a meados do século 19.

Este sanitário vitoria foi encontrado enterrado sob uma pilha de folhas durante uma escavação arqueológica nas terras de Greenway. Acredita-se que remonte a meados do século 19.

Posts relacionados
Os jardins de Grenway House (1) publicado em 26 de setembro de 2008.
Os jardins de Grenway House (2) publicado em 4 de outubro de 2008.

Anúncios

Um pensamento sobre “Os jardins de Greenway House (3)

  1. Pingback: Sugestão de leitura | Agatha Christie’s Secret Notebooks: Fifty Years of Mysteries in the Making « A Casa Torta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s