Broadmoor

– Ele é um elemento perigoso. Freddy o Camaleão, eis como o apelidavam. Levava uma vida dupla. Metade do tempo agia como um cidadão educado, respeitável e próspero. A outra, ele a dedicava a assaltos e atos de violência. Tenho lá minhas dúvidas de que Broadmoor não seja o lugar mais indicado para ele. Uma espécie de mania o levava a cometer crimes de tempos em tempos. (O Mistério de Sittaford, Ed. Record, pág. 174)

Broadmoor Hospital, Berkshire

Broadmoor Hospital, Berkshire

O hospital psiquiátrico de alta segurança localizado na cidade de Crowthorne, condado de Berkshire, foi fundado em 1863 com o nome Broadmoor Asylum for the Criminally Insane (Broadmoor Asilo para os Criminalmente Insanos). Com o avanço das pesquisas médicas e psiquiátricas, passou a chamar apenas Broadmoor Hospital. Seu padrão de segurança é categoria B (não é de segurança máxima mas deve-se dificultar a fuga de prisioneiros) e seus 260 internos são todos homens, embora aceitasse mulheres até setembro de 2007.

Todos os domingos, às 10h da manhã, a sirene de alarme é disparada num exercício de teste. Escolas locais têm procedmentos-padrão a serem executados caso o alarme soe, avisando que um dos internos fugiu. Este alarme é o mesmo utilizado na Segunda Guerra Mundial para alertar contra os raids alemães. A última fuga aconteceu em 1991: o estuprador de crianças James Saunders foi recapturado dois dias depois. Um esfaqueamento em 1993 acionou a sirene de alerta mas não houve fuga.

V. notícia sobre a sirene de Broadmoor no site da BBC.

Um dos prisioneiros célebres de Broadmoor foi Graham Frederick Young, sentenciado a 15 anos no hospital após envenenar a madrasta, pai, irmã e um colega de escola. Ele adquiriu ainda mais experiência em química durante sua perrmanência, estudando e fazendo experimentos com funcionários e colegas – em sua ficha não havia informações sobre seu crime anterior. Ao ser liberado após ter cumprido apenas nove anos de sua pena e considerado “totalmente reabilitado”,  na década de 70 envenenou dezenas de pessoas. Foi preso novamente graças a um investigador que percebeu as semelhanças entre as vítimas de Young e os sintomas de envenenamento por tálio descritos no lvro O Cavalo Amarelo, de Agatha Christie.

V. ficha de Graham Frederick Young no site TruTV.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Broadmoor

  1. Pingback: The lady of crime » Blog Archive » Serial Killer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s