Inspirados em Agatha

Infelizmente, as notícias foram descobertas tarde demais, e as temporadas já terminaram, mas como podem voltar à cena, ficam as dicas:

(1) “Assassinato no Bar” é título de uma peça em cartaz em Curitiba, PR, durante o mês de junho. Do site Festa da Semana:

Sucesso de público na temporada que fez no Bar Curityba em maio, a comédia Assassinato no Bar ganha mais quatro apresentações em junho, sempre às 22 horas, nas quintas-feiras, no mesmo local. Sátira dos filmes de mistério ingleses e fazendo referências a nomes do suspense como Agatha Christie e Sherlock Holmes, é uma produção da Companhia Máscaras de Teatro, com texto e direção de Franklin Albuquerque.

Escrita especialmente para ser apresentada num bar, a montagem remete também ao jogo Detetive, hit dos anos 80, pois o público interage tentando acertar quem cometeu o assassinato. “O público pode interrogar os personagens, é uma interatividade muito divertida”, diz Franklin Albuquerque, que escreveu e dirige a peça. “Criamos finais diferentes e mudamos o culpado a cada sessão”.

Leia mais clicando aqui.

(2) Quatro Versus Cadáver’ encerrou temporada no Cuíra, em Belém, PA:

(…) Quatro Versus Cadáver, consagrada pelo público de Belém como um dos maiores sucessos teatrais do ano (…) encerra com as sessões deste sábado, dia 27, às 21h; e do domingo, dia 28, às 20h. A montagem nasceu de um desafio proposto pelo diretor Saulo Sisnando aos dramaturgos paraenses Edyr Augusto Proença, Carlos Correia Santos e Rodrigo Barata. Todos deveriam partir do mesmo tema: em San Francisco, Califórnia, em 1944, um corpo é encontrado numa biblioteca. Os suspeitos são uma loira má, um galã dissimulado e uma criada. Também era necessário observar a duração de 20 minutos para contar a história; afora isso, cada autor teve ampla liberdade para determinar quem seria o culpado, qual a arma utilizada e o motivo do crime. A ousadia da proposta gerou uma comédia divertidíssima, que brinca com clichês da literatura policial e do cinema noir, e que desde o primeiro final de semana conquistou o público

Carlos Correia Santos tem sido constantemente premiado por seus textos teatrais; em abril, Theodoro recebeu o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz 2008. O texto que escreveu para Quatro Versus Cadáver, “Quem matou minha personagem?”, é sua primeira comédia. Inspirado no universo de Agatha Christie, Correia faz uma experiência de metalinguagem, resultando numa trama surreal que brinca com o próprio teatro e com o ego dos atores em cena.

Leia mais clicando aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s