Agatha Christie em artigos acadêmicos [1]

Dissertação de Mestrado apresentada ao Departamento de Linguística, do Programa de Pós Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da Faculdade de Ciências e Letras – UNESP/Araraquara

A configuração dos romances policiais mais vendidos no Brasil no século XXI: canônica ou inovadora? – Fernanda Massi

Reesumo:
“Este trabalho foi elaborado em continuação de um projeto de iniciação científica, financiado pela FAPESP e sob a mesma orientação, que analisou os romances policiais mais vendidos no Brasil na década de 1970, a partir de um levantamento realizado por Cortina (2006), em sua constituição narrativa sob uma perspectiva semiótica. O embasamento teórico de nossa pesquisa foi a semiótica discursiva, ou semiótica greimasiana, que estabeleceu o esquema narrativo canônico, composto por quatro programas narrativos, quais sejam a manipulação, a competência, a perfórmance e a sanção, e que se manifesta em todo e qualquer texto. Nos romances policiais, os programas narrativos são realizados por dois sujeitos do fazer indispensáveis à trama: o criminoso e o detetive. Cada um deles traça seu percurso, paralelamente ao outro, e eles se cruzam no último programa narrativo, o da sanção, no qual o detetive sanciona o criminoso negativamente e é sancionado positivamente pela sociedade. Nesta pesquisa de mestrado, analisamos as obras mais vendidas no Brasil nos primeiros anos do século XXI, que corresponde ao período de janeiro de 2000 a fevereiro de 2007, selecionadas a partir da mesma fonte usada por Cortina em seu levantamento, qual seja o Jornal do Brasil, e classificadas como romances policiais pelos próprios autores e pela crítica. Estabelecemos um corpus de vinte e dois romances policiais e fizemos uma análise dos elementos constituintes da narrativa em cada um deles. Posteriormente, comparamos os romances da década de 1970 (tradicionais) – cujo foco da narrativa é o percurso do detetive – com os romances do século XXI (contemporâneos) – cujo enfoque foi modificado, a fim de elencar as mudanças ocorridas no gênero policial. Nosso objetivo foi ampliar o conceito de gênero policial a partir dessas diferenças, destacando a expansão do modelo proposto por Edgar Allan Poe no século XIX, e mostrar em que medida os romances policiais contemporâneos se distanciaram dos romances policiais clássicos sem, no entanto, descaracterizar o gênero.  Com isso, apresentamos neste trabalho uma conceituação mais ampla para o gênero policial, elaborada não como regra a ser seguida pelos autores contemporâneos, mas sim formulada a partir do que esses autores escreveram.”

Os livros de Agatha Christie compõem o corpus. Essa dissertação encontra-se disponível online [PDF] no site da instituição através deste link.

MASSI, Fernanda. A configuração dos romances policiais mais vendidos no Brasil no século XXI: canônica ou inovadora?. 144f. 2010. Dissertação de Mestrado (Pós Graduação em Linguística e Língua Portuguesa). Faculdade de Ciências e Letras, UNESP/Araraquara, 2010.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s