Em Portugal: Agatha Mistery

De acordo com o site Diário Digital (Portugal), a editora Planeta Júnior lançou neste mês de julho de 2011 uma nova coleção denominada “Agatha Mistery”, livros de mistérios e enigmas protagonizada por jovens aspirantes a detetives, bem ao estilo de Sherlock Holmes ou Agatha Christie, de autoria de Sir Steve Stevenson. Leia mais aqui:

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=4&id_news=521707

Agatha Mistery

Agatha Mistery

Citando Agatha – Semana de 18 a 24.07.2011

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime, e também como forma de homenagear e prestigiar os blogueiros que tratam do tema ou citam Agatha em suas memórias de todos os tempos. Neste post, citações de blogs em português de 18 a 24.07.2011.

18.07.2011
Blog: Mais Um Livro
Post: Cai o Pano – Agatha Christie

(…) Eu imagino a agitação que cada lançamento da escritora causava na época, talvez muito maior que a expectativa de um novo livro de J.K. Rowling para a molecada hoje. Christie era (ainda é) um fenômeno editorial no mundo todo. No Brasil, por exemplo, quase todos seus livros foram traduzidos. O que é uma grande façanha para a época.

Toda essa popularidade, fundamentada sobre um único estilo, deve ter criado um grande desafio para a escritora: continuar surpreendendo os fãs, continuar criando histórias policiais tão engenhosas quanto as primeiras, continuar mantendo o interesse por Hercule Poirot. (…)

Agatha Christie em artigos acadêmicos [7]

Dissertação apresentada ao Centro de
Ensino Superior de Juiz de Fora – MG (Mestrado em Letras), Área de
Concentração: Literatura Brasileira. Linha de Pesquisa: Literatura brasileira: tradição e ruptura. [2007]


Mistério e suspense na narrativa policial de Marcos Rey – Gilda Maria das Graças Gomes

Resumo:
“Este trabalho propõe-se a fazer uma pesquisa teórica sobre o romance policial, sua gênese, sua evolução e suas transformações pelo tempo, a fim de conhecer seus precursores no Brasil. Inicialmente, aborda-se o surgimento desse gênero,
caracterizando-se cada tipo de romance. Apresenta-se o primeiro romance policial brasileiro, os precursores, peculiaridades nacionais significativas para o estudo e evidencia-se uma visão geral da obra do autor objeto desta pesquisa. Analisa-se a obra O mistério do cinco estrelas, de autoria de Marcos Rey, identificando-se personagens, tramas, a importância do tempo e do espaço, como fator determinante em sua obra. Focaliza-se, ainda, a literatura juvenil policial, como gênero ficcional mais apurado, ressaltando-se a participação do escritor na estimulação da consciência crítica de seus leitores por meio do prazer do texto. Por fim, demonstrar a importância desse gênero e a contribuição ímpar de Marcos Rey no cenário literário, referente ao prazer do texto infanto-juvenil.”

Esse artigo encontra-se disponível online [PDF] no site da instituição através deste link.

Citando Agatha – Semana de 11 a 17.07.2011

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime, e também como forma de homenagear e prestigiar os blogueiros que tratam do tema ou citam Agatha em suas memórias de todos os tempos. Neste post, citações de blogs em português de 11 a 17.07.2011.

14.07.2011
Blog: O Mundo de Karolyn
Post: Eu indico [leitura]: Agatha Christie

Conheci as obras de Agatha Christie através da minha amiga Raphaela (obrigada, sis!), foi na época do ensino médio (e lá se vão 5 anos), eu demorei um pouco para me acostumar com a ideia de sentar e ler um livro. Mesmo sendo fascinada por Alice no País das Maravilhas desde criancinha eu sempre tive imensa preguiça para ler qualquer outro livro. Mas isso mudou quando li “Os Relógios” que, para mim é um dos livros mais fascinantes que Agatha escreveu. Foi por causa dele e da autora que eu mandei a preguiça embora e me rendi ao incrível mundo dos livros.

15.07.2011
Blog: Abstraia-se
Post: Indicação: M ou N? – Agatha Christie

Mais uma vez eu passei na livraria e não resisti à tentação de comprar um livro… (…) Nesse caso a vítima é meu bolso – foi mais um da minha digníssima Agatha Christie. Bom, vocês sabem que eu tenho verdadeira tara pelos livros dela e esse eu já estava de olho há algum tempinho.

RJ: Feira de Livros Usados em julho de 2011 – Atualizado

A tradicional feira de livros usados da cidade do Rio de Janeiro, que funciona sempre de forma itinerante e que tem sempre à venda milhares de livros em promoção, permanece na Nossa Senhora de Copacabana, na esquina de Siqueira Campos, Copacabana, até o dia 15.07.2011. Em seguida, a feira segue para uma temporada em TERESÓPOLIS. A informação foi obtida no próprio local.

Vale lembrar que, para os fãs de Agatha, há sempre barracas com livros que variam entre 5 e 10 reais, incluindo edições do Círculo do Livro em ótimo estado de conservação.

Mantenha-se informado sobre os rumos da Feira de Livros do Rio de Janeiro visitando o post mais recente deste link:

https://acasatorta.wordpress.com/?s=%22feira+de+livros%22

Agatha Christie em artigos acadêmicos [6]

Trabalho publicado nos Anais do XIX Encontro Nacional do CONPEDI realizado em Fortaleza – CE nos dias 09, 10, 11 e 12 de Junho de 2010.


A literatura e as Ciências Penais – Isolda Lins Ribeiro e Lucas Moraes Martins

Resumo:
“O processo de racionalização do ensino do direito, ocorrido durante os últimos séculos, tratou de apartá-lo das demais ciências. O ensino jurídico, assim como toda o modelo educacional do século XX, tornou-se tecnocrático e disciplinar, afastando seu conteúdo de sua aplicação no mundo real. A literatura, por traduzir todas as nuanças da vida humana, oferece inúmeras formas para se instrumentalizar o ensino jurídico. Através da literatura policial, não somente o conhecimento acerca do direito e processo penal se populariza, como se transforma em uma ferramenta apta ao ensino do Direito. Destarte, propusemo-nos a analisar a possibilidade de haver interdisciplinaridade com a Literatura, demonstrando, através de exemplos retirados das obras de Sir Arthur Conan Doyle e Agatha Christie, que a conjugação de ciência e arte pode atuar em favor do ensino jurídico, de acordo com os novos rumos da Educação.”

Esse artigo encontra-se disponível online [PDF] no site da instituição através deste link.