Hotel Zenobia e a guerra na Síria

Um artigo no site do jornal Zero Hora publicado em 29.04.2014 cita Agatha Christie quando conta que a guerra vem afetando locais considerados Patrimônios da Humanidade na Síria:

(…) Para a Unesco, organização das Nações Unidas para a educação, ciência e cultura que trabalha para proteger locais históricos, todos os seis regiões consideradas Patrimônio da Humanidade na Síria estão ameaçadas, incluindo Palmira, mas a guerra impede que seus representantes verifiquem os danos pessoalmente. Recentemente o governo consolidou o controle da estrada que atravessa o deserto de Homs para Tadmur, o que permitiu que jornalistas visitassem a área, primeiros estrangeiros a passar por ali desde a revolta que se espalhou pela região em 2011.

O conflito demorou a atingir essa cidadezinha tranquila no deserto ? segundo os moradores, depois que os rebeldes finalmente se manifestaram e um oficial do alto escalão do Exército caiu com o governo ? e dá sinais esporádicos de vida há cerca de um ano. Segundo a polícia e os moradores, muitos dos insurgentes são pessoas da área que se escondem no oásis ao lado das ruínas. Os bombardeios e tiroteios interromperam as colheitas e danificaram as árvores.

Eles também ocuparam o Templo de Bel e saquearam uma pousada moderna que há ali. O Hotel Zenobia, construído em 1900 entre as ruínas, onde hóspedes como Agatha Christie acordavam com a luz matinal sobre as colunas, jaz destruído e queimado. (…)

Leia a matéria completa clicando aqui.

Leia também:
The Complete Guide To: Travels with Agatha Christie

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s