Tommy e Tuppence: 100 anos de O Inimigo Secreto em 2022

Primeira capa no Reino Unido

2022 já vai longe e não podemos deixar de celebrar o segundo livro lançado por Agatha. “The Secret Adversary”, lançado em janeiro de 1922, recebeu no Brasil o título de “O Inimigo Secreto” (*). É a primeira obra de Thomas Beresford e Prudence Cowley, quando ainda não eram casados; a dupla Tommy e Tuppence Beresford participaria deste e de mais quatro livros da autora de 1922 até 1973:

A escritora inglesa Agatha Christie, nascida em 1890, é uma das romancistas mais renomadas do mundo. Conhecida também como a Rainha do Crime, ela se destacou por seus romances policiais, como O Assassinato no Expresso do Oriente, Morte no Nilo e Os Crimes ABC, assim como personagens marcantes como Hercule Poirot e Miss Marple. Há 100 anos, em 1922, Christie lançou o livro O Inimigo Secreto, um thriller que marcou a estreia de dois de seus personagens mais emblemáticos: o casal de detetives Tommy e Tuppence.

Enquanto Tommy é analítico, sempre pensando de forma lógica, Tuppence confia em sua intuição. Juntos, a dupla se tornou o único casal da autora a aparecer em mais de um livro, em narrativas cheias de espionagem, mensagens cifradas, segredos de Estado, fugas, perseguições, reviravoltas. As histórias da dupla são retratadas nos livros O Inimigo Secreto, Sócios no Crime, N ou M?, Um Pressentimento Funesto e Portal do Destino, que acompanham a dupla desde sua primeira investigação, a formação de sua agência de detetives, até depois de sua aposentadoria.

Leia mais no site da UFMG, clicando aqui.

Leia mais posts deste nosso A Casa Torta sobre a dupla clicando aqui:
https://acasatorta.wordpress.com/category/tommy-tuppence/

(*) “O Inimigo Secreto” é o título original no Brasil e “O Adversário Secreto” o das traduções atuais. Em Portugal, a situação é a inversa, sendo “O Adversário Secreto” o título original e “O Inimigo Secreto” o das edições mais novas. Há registros também de “Mr. Brown”…

Por falar em títulos, relembrando aqui um post de 2020:
Livros de Agatha: Títulos em traduções curiosas

No Wikipedia:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tommy_e_Tuppence_Beresford
https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Secret_Adversary

Veja também:
https://pt.frwiki.wiki/wiki/Tommy_et_Tuppence_Beresford

Livros com Tommy e Tuppence:

O Inimigo Secreto

Lançamento: janeiro de 1922
Título original: “The Secret Adversary”
Título em Portugal: “O Adversário Secreto” – veja (*) acima

Sócios no Crime

Lançamento: 1929
Título original: “Partners in Crime”
Título em Portugal: “O Homem que Era o nº 16” ou “Unidos pelo Crime”

M ou N?

Lançamento: 1941
Título original: “N or M?”
Título em Portugal: “Tempo de Espionagem” ou “N ou M?”

Um Pressentimento Funesto

Lançamento: novembro de 1968
Título original: “By the Pricking of My Thumbs”
Título em Portugal: “Caminho para a Morte” ou “A Premonição”

Portal do Destino

Lançamento: outubro de 1973
Título original: “Postern of Fate”
Título em Portugal: “Morte Pela Porta das Traseiras” ou “A Porta do Destino”


.

Em Portugal:


.
Capas das primeiras edições:

Alguns dos atores e atrizes que interpretaram o casal:

– Tommy: Carlo Aldini, James Warwick, André Dussollier, Anthony Andrews, David Walliams
– Tuppence: Eve Gray, Francesca Annis, Catherine Frot, Greta Scacchi, Jessica Raine

Agatha Christie: The best selling fiction writer of all time (como já sabíamos)

Com o título “Agatha Christie: Nine recent adaptations of the Queen of Crime’s novels to watch”, a matéria do site BT fala sobre os lançamentos em torno de Agatha dos últimos anos no cinema e no streaming:

It’s no surprise that Agatha Christie is the best selling fiction writer of all time and that her books are ripe for TV and film adaptation.

Whether they’re set in an exotic location like Egypt or in a quiet country village, Christie’s timeless tales of greed, love and murder still provide thrilling escapism – and a gripping finale as the killer – or killers – are revealed.

Since the publication of her first book, The Mysterious Affair at Styles, in 1920, demand for her quintessentially English mysteries has always been high. In 1928 the first film adaptation of a Christie story, The Passing of Mr Quin, was released and they’ve kept coming ever since. (…)

Why Didn’t They Ask Evans? (2022) = (…) The three-part drama stars Will Poulter and Lucy Boyton and includes cameos by Emma Thompson, Jim Broadbent and an aptly chosen part for Paul Whitehouse as the landlord of the Angler’s Arms.

Ao final, a matéria também cita as produções antigas. Leia o artigo completo clicando aqui.

Trailer de “Why Didn’t They Ask Evans?” (2022):

Portal do Destino: Plantas dos jardins dos Beresford e seus vizinhos

Várias plantas com nomes curiosos e algumas não muito comuns por aqui são citadas em “Portal do Destino”, a última participação de Tommy e Tuppence Beresford nos livros de Agatha Christie (“Postern of Fate”, de 1973). Algumas delas estão listadas aqui:

— RAINHA-CLÁUDIA

“Greengage” = The greengages are a group of cultivars of the common European plum. The first true greengage came from a green-fruited wild plum which originated in Iran (Persia). Greengages are grown in temperate areas and are known for the rich, confectionery flavour. They are considered to be among the finest dessert plums. [Fonte: Wikipedia]

No site Amelia Palmela:

Nome científico: Prunus Sátiva.
Nomes populares: Ameixeira Rainha Claudia Verde, pruna.
Variedade: Rainha ClaudiaVerde.
Família: Rosaceae.
Origem: Espanha.

Generalidades: As ameixeiras são da zona temperada (Rainha Claudia Verde, Stanley e President), e por isso precisam do frio no inverno, embora se adaptem melhor a altitudes entre 600 e 1000 m. Embora a floração seja tardia, também pode ser afetada pelas geadas da primavera. As ameixas japonesas são árvores da zona quente-temperada (Golden Japan, Red Beauty, Black Gold, Santa Rosa e Black Diamond), elas também sofrem muito com invernos amenos, após os quais a vegetação começa com dificuldade.

No InfoPedia:

1. BOTÂNICA variedade de ameixeira (Prunus domestica) que produz frutos pequenos, doces, de coloração esverdeada ou amarelada; caranguejeira
2. fruto dessa variedade de ameixeira; carangueja, caranguejeira

Do francês reine-claude, «idem», a partir da expressão prune de la reine Claude, «ameixa da rainha Cláudia», rainha consorte de França por casamento com Francisco I (1494-1547), que viveu entre 1499 e 1524

No site SerrAlves:

A variedade Rainha Cláudia parece ter sido introduzida em França no Séc. XVI pelo botânico Pierre Belon. A esta variedade de ameixeira, a esposa do rei François I, grande apreciadora dos seus frutos, deu o seu próprio nome: “Reine Claude”. A sua origem é no entanto muito mais antiga remontando provavelmente à antiga Grécia. Muito cultivada em França desde então, a ameixeira Rainha Cláudia deu origem a numerosos híbridos e mutantes, constituindo uma grande diversidade de cultivares, que os agricultores foram propagando ao longo dos anos.

Sobre a Rainha Claudia:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cl%C3%A1udia_de_Fran%C3%A7a

— ERVA-DEDAL

“Digitalis purpurea” = A Digitalis purpurea L., comummente chamada dedaleira, pelo formato de suas flores que lembram dedais, é uma erva lenhosa ou semilenhosa da família Scrophulariaceae, nativa da Europa. É usada como planta ornamental, com inúmeras variedades hortícolas de flores róseas ou brancas. É excelente para bordaduras e maciços, jardineiras ou vasos. Se impedida de terminar o ciclo através do corte de uma inflorescência murcha, a dedaleira torna a florescer. [Fonte: Wikipedia]

No InfoPedia:

Digitalis purpurea: planta herbácea, venenosa, de que se extrai a digitalina, pertence à família das Escrofulariáceas e tem flores tubulosas em forma de dedal, de coloração rósea ou branca, sendo também conhecida por abeloira, digital, dedaleira, tróculos, etc.

Um post sobre ela de 2008:
https://acasatorta.wordpress.com/2008/11/14/digitalina/

A digitalina, aliás, é um dos posts mais visitados (sobre venenos, junto com estricnina e ricina) deste nosso A Casa Torta desde a sua criação. Veja a seção Crimes Reais & Venenos:
https://acasatorta.wordpress.com/category/crimes-reais-venenos/

— HELÉBORO-BRANCO

No site Ervas e Insumos:

O Heléboro Branco é uma planta bulbosa e que possui um caule robusto. Ela apresenta uma altura de aproximadamente 60 a 120 centímetros. O rizoma é pequeno e cilíndrico. As folhas basais são verticiladas, largas, variando de elípticas para lanceoladas e com nervuras. A inflorescência é disposta em racemo medindo de 30 a 60 centímetros de comprimento e as flores são de cor branco-amareladas.

No WikiSpecies:

Planta medicinal, tóxica, da espécie Veratrum album:
https://species.wikimedia.org/wiki/Veratrum_album

No InfoPedia:

Planta herbácea, perene e rizomatosa, encontrada na Europa e na Ásia, tem caules eretos e pubescentes que atingem cerca de 1,75 metros de altura, folhas basais grandes de formato lanceolado ou obovado e flores alvacentas em panículas densas, sendo as raízes e as sementes ricas em alcaloides utilizados medicinalmente e como pesticida.

— CAPIM-DOS-PAMPAS

No site da revista Casa e Jardim em 2021:

O capim-dos-pampas (Cortaderia selloana) ficou conhecido por suas inflorescências, que parecem grandes plumas de coloração branca, amarelada ou arroxeada. Além do uso em arranjos, a espécie é indicada para criar maciços em jardins e até cercas-vivas. Isso graças a seu impressionante tamanho: suas folhagens podem atingir até 3 m de altura.

No site Flores e Folhagens:

O Capim dos Pampas – Cortaderia selloana é uma herbácea rizomatosa, pertence à família Poaceae, nativa do sul do Brasil e Argentina, perene, ereta, entouceirada, de 1,5-3 metros de altura e com o mesmo em largura. Possui numerosos colmos e densa folhagem. Folhas lineares, longas com 1-2 metros de comprimento e 1 cm de largura, com arestas bem afiadas que podem cortar, de cor verde azulada ou cinza-prateado. Inflorescências constituidas por plumas grandes, densas, branco-prateadas. Ocorre uma forma de plumas arroxeadas e outra rara amarelada. Surgem no verão e outono.

— LOURO-RAJADO

“Freijó” = Cordia goeldiana é uma árvore da família Boraginaceae, nativa da América do Sul. Possui diversos nomes populares tais como: freijó, frei-jorge, freijó-branco, freijó-preto, freijó-rajado, freijó-verdadeiro, louro-freijó, brazilian-walnut (USA), laurel-blanco (América Latina), salmwood (UK). [Fonte: Wikipedia]

Wagatha Christie: Um caso estranho (cujo trocadilho a Dama do Mistério não merece)

Tudo começou com uma briga entre esposas e um julgamento…

“WAGatha Christie” chega a julgamento. A intriga e o glamour que opõe as mulheres de dois futebolistas – Rebekah Vardy está a processar Coleen Rooney por difamação depois desta a ter acusado no Twitter de ter enviado informações sobre a sua vida pessoal para o The Sun e não ter pedido desculpas. Um caso cheio que está a atrair os olhares públicos no Reino Unido.

Leia mais no site Sábado (de Portugal) clicando aqui.

Também no F5 brasileiro:
‘Wagatha Christie’: Briga entre mulheres de jogadores de futebol vai parar na Justiça

Um trecho:

Um julgamento por difamação está tomando conta dos tablóides da Grã-Bretanha. Apelidado de “Wagatha Christie”, o julgamento entre Coleen Rooney, 36, e Rebekah Vardy, 40, começou nesta terça [10.05.2022], mas os problemas entre as duas influenciadoras se iniciaram há três anos.

Em 2019, Rooney divulgou que alguém estava assistindo seus Stories privados no Instagram — na lista de melhores amigos — e vazando detalhes de sua vida pessoal para a imprensa. Após uma longa operação de investigação, a esposa de Wayne Rooney, ex-astro do futebol, descobriu que a culpada era Vardy.

A esposa de Jamie Vardy, também uma estrela do futebol, negou qualquer envolvimento e afirmou que a acusação trouxe uma corrente de abuso verbal do público, o que poderia prejudicar sua gravidez na época. Em 2020, ela iniciou um processo civil por difamação.​

O caso está em julgamento no Supremo Tribunal de Londres, que supervisiona os processos civis mais importantes na Grã-Bretanha, e deve durar uma semana. Segundo o jornal The New York Times, Hugh Tomlinson, advogado de Vardy, disse no tribunal que a influenciadora acredita que a culpada poderia ter sido sua agente, Caroline Watt.

No site da BBC:

Today the “Wagatha Christie” trial starts in the High Court, with Rebekah Vardy suing Coleen Rooney for libel. Set to last for seven days, it has also been described as “Wags at war”.

Mrs Rooney, 36, and Mrs Vardy, 40, are now both successful brands in their own right, but first became famous through their footballing husbands – Wayne Rooney, 36, England and Manchester United’s all-time leading goalscorer and Jamie Vardy, 35, who famously fired Leicester City to the Premier League title. He actually made his England debut in 2015, coming on as a substitute for Rooney against the Republic of Ireland.

Leia mais (e entenda quem são essas personagens) em
https://www.bbc.com/news/entertainment-arts-61349184

O caso gerou a tal expressão criada por Phoebe Roberts:

One person who will be following the case very closely is Phoebe Roberts, the original creator of the phrase “Wagatha Christie”.

She now lives in Belgium where she is a film curator, but back in October 2019 she was a new mum in London, holding her three-month old baby in one arm while scrolling on her phone with the other, when she saw Coleen Rooney tweet about her online detective work.

“It was this amazing story with the dot dot dot ending,” she recalls. “It had a lot of drama in it. So, I was just like, this is a detective novel or something, and that’s when I came up with Wagatha Christie.

E uma série de vídeos:

https://www.bbc.co.uk/sounds/brand/p0c4ks17

No site da CBS, em 12.05.2022:
‘Wagatha Christie’ explained: Everything to know about the ongoing Rebekah Vardy, Coleen Rooney libel case

Enfim… não sabemos como será o fim deste novelo. Só sabemos que Agatha Christie não merece essa “citação”…