Livros

Romances policiais de Agatha Christie

Ano Título original Título brasileiro
1920 The Mysterious Affair at Styles O Misterioso Caso de Styles
1922 The Secret Adversary O Inimigo Secreto
1923 The Murder on The Links Assassinato no Campo de Golfe
1924 The Man in The Brown Suit O Homem do Terno Marrom
1924 Poirot Investigates Poirot Investiga
1925 The Secret Of Chimneys O Segredo de Chimneys
1926 The Murder Of Roger Ackroyd O Assassinato de Roger Ackroyd
1927 The Big Four Os Quatro Grandes
1928 The Mystery Of The Blue Train O Mistério do Trem Azul
1929 Partners in Crime Sócios no Crime
1929 The Seven Dials Mystery O Mistério dos Sete Relógios
1930 The Murder at The Vicarage Assassinato na Casa do Pastor
1930 The Mysterious Mr. Quin O Misterioso Sr. Quin
1931 The Sittaford Mystery O Mistério de Sittaford
1932 Peril At End House A Casa do Penhasco
1933 The Hound Of Death Não publicado
1933 Lord Edgware Dies Treze à Mesa
1933 The Thirteen Problems Os Treze Problemas
1934 Murder On The Orient Express Assassinato no Expresso do Oriente
1934 Parker Pyne Investigates O Detetive Parker Pyne
1934 The Listerdale Mystery O Mistério de Listerdale
1934 Why Didn’t They Ask Evans? Por Que Não Pediram à Evans?
1935 Three Act Tragedy Tragédia em Três Atos
1935 Death In The Clouds Morte Nas Nuvens
1936 The A.B.C. Murders Os Crimes ABC
1936 Murder In Mesopotamia Morte Na Mesopotâmia
1936 Cards On The Table Cartas Na Mesa
1937 Murder In The Mews Assassinato no Beco
1937 Death On The Nile Morte No Nilo
1937 Dumb Witness Poirot Perde Uma Cliente
1938 Hercule Poirot’s Christmas O Natal de Poirot
1938 Appointment With Death Encontro Com A Morte
1939 And Then There Were None O Caso dos Dez negrinhos
1939 Murder Is Easy É Fácil Matar
1939 The Regatta Mystery And Other Stories Um Acidente E Outras Histórias
1940 Sad Cypress Cipreste Triste
1940 One, Two, Buckle My Shoe Uma Dose Mortal
1941 Evil Under The Sun Morte na Praia
1941 N or M? M ou N?
1942 The Body In The Library Um Corpo na Biblioteca
1942 The Moving Finger A Mão Misteriosa
1943 Five Little Pigs Os Cinco Porquinhos
1944 Towards Zero A Hora Zero
1945 Sparkling Cyanide Um Brinde de Cianureto
1945 Death Comes At The End E No Final A Morte
1946 The Holllw A Mansão Hollow
1947 The Labours Of Hercules Os Trabalhos de Hércules
1948 Taken At The Flood Seguindo A Correnteza
1948 Witness For The Prosecution And Other Stories Testemunha de Acusação E Outras Histórias
1949 Crooked House A Casa Torta
1950 Three Blind Mice And Other Stories Os Três Ratos cegos E Outras Histórias
1950 A Murder Is Announced Convite Para Um Homicídio
1951 They Came To Baghdad Aventura Em Bagdá
1952 They Do It With Mirrors Um Passe de Mágica
1952 Mrs McGinty’s Dead A Morte da Sra. McGinty
1953 A Pocket Full Of Rye Cem Gramas de Centeio
1953 After The Funeral Depois do Funeral
1954 Destination Unknown Um Destino Ignorado
1955 Hickory Dickory Dock Morte na Rua Hickory
1956 Dead Man’s Folly A Extravagância do Morto
1957 4.50 From Paddington A Testemunha Ocular do Crime
1958 Ordeal By Innocence Punição Para A Inocência
1959 Cat Among the Pidgeons Um Gato Entre Os Pombos
1960 The Adventure Of The Christmas Pudding A Aventura do Pudim de Natal
1961 The Pale Horse O Cavalo Amarelo
1962 The Mirror Crack’d From Side To Side A Maldição do Espelho
1963 The Clocks Os Relógios
1964 A Caribbean Mystery Mistério no caribe
1965 At Bertram’s Hotel O Caso do Hotel Bertram
1965 Third Girl A Terceira Moça
1967 Endless Night Noite Sem Fim
1968 By The Prickling Of My Thumbs Um Pressentimento Funesto
1969 Hallowe’en Party A Noite das Bruxas
1970 Passenger To Frankfurt Passageiro Para frankfurt
1971 Nemesis Nêmesis
1971 The Golden Ball And Other Stories A Mina de Ouro
1972 Elephants Can Remember Os Elefantes Não Esquecem
1973 Postern Of Fate Portal do Destino
1974 Poirot’s Early Cases Os Primeiros casos de Poirot
1975 Curtain Cai O Pano
1976 Sleeping Muder Um Crime Adormecido
1979 Miss Marple’s Final Cases Não publicado
1997 The Harlequin Tea Set Não publicado
1997 While the Light Lasts and Other Stories Enquanto Houver Luz
2008 . Poirot Sempre Espera E Outras Histórias

Romances policiais escritos em co-autoria com outros autores (romances coletivos)

Ano Título Original Título brasileiro
1930 Behind The Screen O Cadáver Atrás do Biombo
1931 The Scoop Um Furo Jornalístico
1931 The Floating Admiral A Morte do Almirante


Peças teatrais adaptadas por Charles Osborne

Ano Título Original Título brasileiro
1998 Black Coffee (1930) Café Preto
1999 The Unexpected Guest (1958 ) O Visitante Inesperado
2000 Spider’s Web (1957) A Teia da Aranha

Romances não-policiais, escrito com o pseudônimo Mary Westmacott

Ano Título Original Título brasileiro
1930 Giant’s Bread O Gigante
1934 Unfinished Portrait O Retrato
1944 Absent in the Spring A Ausência
1948 The Rose And The Yew Tree O Conflito
1952 A Daughter’s Daughter A Filha
1956 The Burden A Carga

79 pensamentos sobre “Livros

  1. Não sei direito onde eu devia falar isso, mas só por curiosidade, alguém aí é tão encantado com “Por que não pediram a Evans?” quanto eu?
    Alguma coisa nele faz a releitura [e re-releitura, sou compulsiva] ser simplesmente deliciosa.

    • Vejo muitas vezes o vosso blog. Gosto porque tem classe e sabem sempre apresentar a Agatha Christie de modo interessante. é um blog sério!
      Vejam o “falcão de jade”, voltei a falar dela…
      Boa sorte
      M.J.

  2. Bel, eu sempre tenho a impessão, quando leio esse livro, que ele tem uma atmosfera jovem, mais ensolarada.

    E agora bateu vontade de reler…

  3. Bel, ainda não comentamos, não. Eu tenho quatro deles em arquivo mas ainda não li (falta O Gigante e O Conflito). Eu não sei se leio quando chegar 1930 ou se leio depois que terminar os policiais…

    Você já leu?

  4. Já li O Retrato, e tenho O Conflito aqui esperando pra ser começado. Então vou deixar meus comentários pra depois.

    Mas ainda hoje passei no sebo e vi O Retrato lá, e como sou uma pessoa compulsiva (e o sebo tem uns preços bem em conta), quase comprei de novo, só por ser de outra editora. ¬¬

    Mas aí me controlei e comprei só Um Gato Entre os Pombos 🙂

  5. Bel, leia “Um Gato entre os Pombos”. Foi o primeiro livro de Agatha que li na vida, mais de 25 anos atrás, e um dos melhores dela. Recomendo ! E depois me diga se conseguiu decifrar o mistério deste excelente livro.

  6. Tommy, eu já li Um Gato Entre os Pombos há alguns anos, logo que comecei a ler os livros da Agatha. Só que eu tinha 11 anos e agora não lembro mais da história… Mas comecei a reler ontem mesmo e já estou agoniada pra terminar logo porque é muito bom!

    Na verdade, de acordo com a lista de vocês ali em cima, faltam só dois livros dela pra eu ler, mais um dos adaptados pelo Charles e os outros cinco romances. Só que como eu passei dos 11 aos 14 anos lendo todos os livros compulsivamente (e a minha memória não é lá das melhores…), esqueci detalhes de graaande parte dos livros e misturei enredos na minha cabeça, o que é na verdade ótimo porque assim posso reler quase tudo como se fosse novo. 🙂

  7. Bel, isso de confundir os enredos parece que é norma entre o pessoal que comenta aqui no blog!

    Eu estou sentindo isso na pele porque, na hora de bolar as perguntas pro Desafio Trívia, lembro de um personagem mas esqueço de qual livro, confundo um fato que achava que tinha acontecido com um e na verdade foi com outro personagem… Uma loucura.
    😆

    O pior é que realmente tem vezes que AC pegou a mesma trama e colocou em duas histórias diferentes, é insano lembrar de todos os detalhes. Parei todas as minhas leituras paralelas só pra buscar esses detalhes, tem pilhas de livros espalhados em volta da minha cama, cheios de marca-páginas.

    E empolgue-se à vontade!
    😉

  8. Boa dia a todos.

    Vocês poderiam me ajudar numa empreitada? Estou reorganizando os contos da Agatha e farei questão de, assim que terminar de fazer a relação, disponiblizá-la aos interessados.
    A minha conta deu 155 contos, pois alguns só tiveram os nomes trocados. Como exemplo, The Tape-Measure Murder ( O Caso da Fita Métrica) também foi escrito sob o título The Case of the Retired Jeweller.
    Algum de vocês tem uma lista parecida?
    Abraços,
    Mr Quin

    • Verdade! Wireless = Where there´s a will e outros tantos. Não tenho essa relação. Que trabalho daria! Mas no Brasil, o mesmo conto vem com diferentes nomes, como In a Glass Darkly (No fundo do espelho e Através de um espelho sombrio). Bom trabalho!

  9. Peguei alguns dias de férias e estava sem livros para ler. Para matar minha sede literária fui até uma biblioteca perto de casa buscar algum livro, não qualquer um, minha sede era especificamente de Agatha Christie. Já fui várias vezes até essa biblioteca, mas nunca tinha visto o livro que peguei. Apesar de seus 23 anos de edição, o estado dele está muito bom, páginas claras e para minha grande surpresa, a tradução é de Rachel de Queiroz. A capa é de uma diagramação bem anos 80, acho uma não terem dado destaque a tradutora na capa….. A editora é José Olympio, e o título é….. “A mulher diabólica”. O quê? Eu nunca tinha visto esse título antes, e já vi muitas listas de livros da Agatha Christie. O título original é “At Bertram’s Hotel”. Vi aqui no site um comentário sobre “O Caso do Hotel Bertram” e resolvi ver de novo a lista dos livros, e vi então que o nome conhecido é esse; como ainda estou no começo da leitura, não dá para dizer qual título ficou melhor…rsss.

  10. Taisa, bem-vinda à Casa Torta!
    Eu também gostei muito de ver o nome de uma de minhas escritora favoritas no crédito da tradução de Hotel Bertram. Outra autora brasileira que traduziu um livro de AC foi Clarice Lispector.

    Quanto ao título, pessoalmente prefiro os que se mantém o mais fielmente possíveis ao original… Eu peguei dois exemplares do mesmo livro, recentemente, em que a primera frase é totalmente diferente: em uma tradução a frase foi adaptada para a realidade brasileira, em outra manteve-se mais adeqquada à inglesa.

    Para mim, isso soa como uma espécie de condescendência: “olha, se não adaptarmos isso o leitor não vai compreender, vamos tornar a vida dele mais fácil…”

  11. Obrigada pelas boas vindas…. sinto esse clima de condescendência em muitos filmes por aí também…. apesar da versão que deram para o título e pela tradução se dar a partir do “português do Brasil” (se é que dá para chamar assim), rio um pouco toda vez, e são várias, em que acho no texto a expressão pequeno almoço ao invés de café da manhã… em alguns casos até parece mais que um “pequeno almoço” e sim um “brunch”, enfim, esse livro é de dar água na boca, já até pesquisei uma receita de bolo de cominho…rsss.

  12. Adoro os livros da Agatha Christie, já li praticamente todos que foram publicados no Brasil. Lamento essa troca de nomes nas publicações, isso atrapalha um pouco. Quando vejo algum titulo novo, logo me alegro mas logo me decepciono porque era apenas um dos que ja conhecia, porem com outor nome. Tambem estou tentando fazer uma lista completa mas e um pouco complicado.

  13. oii! acabei de conhecer o site, e estou amando!
    Sou leitora assídua de Agatha Christie desde meus… 10 anos, eu acho o_O
    Estou com 17, já li mais de 40 livros dela, e nunca me esqueci do meu primeiro livro: Morte na Rua Hickory. Lembro que eu li quando estava na praia, lembro da capa, de tudo, faz ANOS que não vejo o livro, e lembro direitinho… Eu cresci não só com Agatha Christie, mas, especialmente, com Poirot, meu ídolo, e Miss Marple, a avó que todos gostariam de ter.

    Pergunta: não estão faltando livros?? Ou então, adaptações para livros de peças? Eu lembro que li “Os dez indiozinhos”, me falaram que é muito parecido com “o caso dos dez negrinhos”, o qual eu nunca li…

    Parabéns ao Tommy e à Lady Lucy! Este site deve dar um trabalhão…

    Abraços a todos!
    Vivian

  14. O primeiro livro que li de A.C. foi Cartas na Mesa, de 1936. Isso foi em 1979, eu tinha 15 anos. O segundo, O Caso dos Dez Negrinhos. E em 1982, eu tinha organizado numa estante os 83 livros dela, que já havia lido e relido. Para se ter uma idéia, alguns livros dela eu devorava num final de semana. Tenho uma enorme admiração pela capacidade que a Dama do Crime tinha em organizar e criar enredos mirabolantes. Até hoje, não vi nenhum autor(a) que a superasse. Por isso, independente dos anos que passam, novas gerações vão conhecendo e saboreando os romances de Agatha Christie, com seus personagens Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence, Inspetores Japp e Battle, entre outros.
    A propósito, recomendo que leiam também as peças de teatro dela; Testemunha de Acusação e Os Dez Indiozinhos – baseados em contos e romance. A Ratoeira, por exemplo, veio do conto Os Três Ratinhos Cegos.

  15. Olá, adorei este blog, sou fanzasso de AC desde meus 17 anos!
    Como já falaram acima, acho que faltam alguns livros nesta lista, como a Autobiografia, Desenterramdo o Passado, e um livro escrito com outros autores, chamado “A Caixa”, que é muito raro, pelo que eu tenho visto.

  16. Olá, leio os livros dessa maravilhosa autora já tem uns 20 anos, pensei que já tinha todos os livros dela, mas pelo que eu vi nesta lista acima, ainda me faltam 3 livros que já estou procurando.
    Os meu preferidos são: Aventura em Bagdá, e o Homem do Terno Marrom, leiam que são maravilhosos.

  17. Olá! Descobri esse blog hoje e achei o máximo!!! Fico feliz de conhecer (mesmo que pela internet) outras pessoas que também amam os livros da Agatha Christie, já que nenhum dos meus amigos conhecem o trabalho dela.
    O meu primeiro livro foi “A Casa Torta”, que ganhei de presente do meu pai aos 11 anos. Me apaixonei! Hoje, tenho 21 anos e li 43 livros. Mesmo amando todos, “A Casa Torta” continua sendo o meu preferido! Indico para todos!

    Acabei de começar a ler “Assassinato no Campo de Golfe”, vamos ver como a história vai de desenrolar… estou ansiosa!

  18. Sou loucamente apaixonda pela a obra da Aghata Christie.
    Tinha a coleção quase completa ao todo 83 livros os quais eu guardava com todo carinho.
    Mas infelismente por problemas financeiros tive que vendê-los. Senti muito porém foi por uma boa causa.
    Tenho esperança que ainda conseguirei formar a coleção novamente.
    AMEI ENCONTRAR ESTE SITE .

    • Francisca, muitos anos atrás também vendi minha coleção quase completa, também por problemas financeiros. Atualmente venho comprando, um a um, em sebos e promoções. Espero que você consiga também. Obrigado pela visita e volte sempre.

      Grande abraço
      Tommy

  19. Miss Marple’s Final Cases possui 8 contos que estão espalhados nos seguintes livros no Brasil: “Os três ratos cegos e outras histórias”, “Um acidente e outras histórias” e “Poirot sempre espera & outras histórias”;

    The Harlequin Tea Set (and other stories) está na íntegra em “Poirot e o mistério da arca espanhola & outras histórias” e alguns contos em “Enquanto houver luz”;

    The Listerdale Mystery and other stories tem seus contos espalhados por: “Um acidente e outras histórias” e “A mina de ouro” (Parece que realmente tem um livro chamado “O mistério de Listerdale” que facilita muito as coisas!);

    The Hound of Death and other stories aparece em: “A mina de ouro” e “Os três ratos cegos e outras histórias”;

    Os contos de Agatha estão espalhados por todos esses livros no Brasil (Tem “Os primeiros casos de Poirot”, “A aventura do pudim de natal”, “Assassinato no beco ” também que englobam mais contos). Tenho a certeza de que fui muito confuso, mas espero ter deixado claro que todos os livro da “Rainha do Crime” já foram publicados em nosso país.

    • Matheus, muito obrigada pelo esclarecimento… foi confuso, mas no final, tá tudo explicado! rsrs
      Já estava ficando boquiaberta com tantos livros que “não tinha nem ouvido falar”, nestes 20 anos de admiração à grande Dama AC.
      Obrigadão mesmo!
      Betania.

      • Muito confuso, rs! A minha intenção era tentar esclarecer mesmo, mas o que fiz foi “obscurecer” ainda mais.

        Betania, eu tenho contato com a Agatha desde 2002 e já li (e reli) toda a obra, mas ainda me deparo com contos que desconhecia completamente! Por exemplo, sabia que ‘The Regatta Mystery’ é originalmente um conto do Poirot? Agatha chegou a criá-lo e parece que a Harper Collins já o publicou em uma coletânea especial. Aqui no Brasil só temos acesso ao do Parker Pyne. Qualquer dúvida, estamos por aí! mathaz91@gmail.com

  20. Estou muito contente de conhecer esse site. Sou fã da Agatha Christie há mais de 25 anos.
    Muito difícil dizer quais são meus livros preferidos, mas vamos lá: do Poirot gosto muito de Morte na Mesopotâmia, da Miss Marple Um Crime Adormecido e Convite para um Homicídio, e tb gosto muito do Cavalo Amarelo, alguém já leu?
    Bjs,
    Anália

    • esse cavalo amarelo eu nunca tinha ouvido falar!
      infelizmente eu nao li nenhum desses que citou.
      os que eu mais gostei sao: o misterio do trem azul do poirot e testemunha ocular do crime da miss marple, tem um livro de cronicas que a agatha christie lancou em revistas durante a decada de 30 muito bom tambem que se chama: poirot e o misterio da arca espanhola e outras historias
      agora estou lendo um brinde de cianureto
      abraco

  21. Oi, Matthias!

    Tb gosto muito da Testemunha Ocular do Crime. No fim, todos os livros dela são ótimos, os únicos que eu não gosto são aqueles com histórias políticas ou ligadas à Guerra.
    Acabei de ler, em inglês, Miss Marple´s Final Cases”, que não foi traduzido para o português. Alguém mencionou que, em português os contos foram inseridos em vários livros, é verdade. Eu só não reconheci “Sanctuary” e “Miss Marple´s Tells a Story”. Alguém reconheceu?
    Abraço

  22. Oi, Anália.

    “Sanctuary” é no Brasil publicado em “Poirot sempre espera & outras histórias” pela L&PM Pocket com o nome “Santuário”;

    “Miss Marple tells a story” é no Brasil publicado em “Um acidente e outras histórias” pela Nova Fronteira com o nome “Miss Marple conta uma história”.

    Se veio em algum outro livro eu não sei, mas nesses dois que citei você encontrará.

  23. OI!!

    Sou muito fã da Agatha, gostaria de saber se há uma obra em que a ela mate a Miss Marple como ela faz com o Poirot no Cai o pano??

    Obrigado!!

    • Ricardo, olá.

      Eu já li mais de 70 livros da AC e nunca li nada nem perto da morte da deliciosa velhinha Miss Marple… acho que ela não morrerá nunca… rs
      Abraço,

  24. Oi! Muito legal o site! Adorei!

    Eu acho que o livro “Um crime adormecido” é o ultimo da Miss Marple… mas não tenho certeza porque não li ainda 🙂

  25. Olá, confesso que comecei a ler os livros dela porque curti a capa e por justamente o nome dela ser Agatha, como o meu deveria ser. Achei primeiro livro no meio das coisas da minha avó a 4 semanas, era o Assassinato de Roger Ackroyd. Desde então já comprei mais 2 livros dela, O natal de Poirot e Assassinato no expresso Oriente. Minha cidade ( que nao é grande ) nao tem muitas livrarias e as poucas que tem, quase nem se acha um livro dela. Tenho que ir pra cidade vizinha comprar. Bom, mas o que nao se faz por um livro de Agatha hum?

  26. Pingback: Indicando livro(s) de Agatha (ou não) « A Casa Torta

  27. Desculpem-me pela ignorância, mas gostaria de saber se os livros da Agatha Christie são em sequência. Comprei um mini box com três dos melhores livros dela, como nunca li nenhum ainda, vocês poderiam me informar essa dúvida? Porque um destes livros que comprei, é o Cai o pano, e está como os últimos da lista, e conta a história do então famoso personagem dela, mas já aposentado. Entenderei a história? Mesmo não acompanhando os primeiros? Obrigada.

    • Ginny, você pode ler em qualquer ordem. É claro que o contexto e ambientação de um livro da década de 60 são diferentes dos primeiros, da década de 20, mas não há sequência nem continuações: no máximo, há pequenas, raras mesmo, citações a casos e situações anteriores que não interferem nem atrapalham. Boa leitura !

      Um abraço
      Tommy

  28. Olá pessoas, hoje me deparei com este site e estou rindo a toa com tanta informação e gente que como eu ama a leitura por conta dos livros dessa autora e seus personagens maravilhosos… Fiquei sócia do círculo do livro, publicado pela Record só para comprar o livros dela, alguem lembra? E pegava os que ainda não haviam sido lançados nas bibliotecas, eu viajava nas histórias e é das minhas lembranças mais felizes, no ínicio só gostava do Poirot,(desculpe qq outro detetive de ficção, mas não tem para ninguem…).
    Mas, depois de Aventura em Bagdá, que é delicioso, me dá uma sensação tão leve e gostosa de reler,do Cavalo amarelo e o Homem de terno marrom, falou que era dela eu lia, tive o previlégio de ler todos publicados no Brasil, inclusive com pseudônimo, quem quiser comentar, discutir o que acharam das histórias eu adoraria,entrem em contato, um abraço a todos e quando forem marcar algo para reunir os aficcionados e quem sabe cada um contar o resumo do livro que mais gostou, ou marcou algum momento, to dentro, beijokas e até já….

  29. oi, boa noite.. é a primeira vez que visito e confesso que estou gostando muito.. curiosamente ou não, vim para nesse blog através da curiosidade em saber como é feito um pudim de yorkshire..(culpa do livro 4:50 from Paddington)

    gostaria de parabenizar a vcs e dizer que este espaço eh show!

  30. Prezados,

    Hoje estou mega feliz. Ganhei um presente maravilhoso de amigo secreto. Ganhei ” Os diários secretos de Agatha Christie” por John Curran. Li as primeiras páginas enqua to vinha no metrô. Estou extasiada.

  31. Gostei muito do site, parabéns!!!
    Sou apaixonada por Agatha Christie e estou tentando formar minha coleção. Como são muitos, primeiro quero ter os livros em que Poirot aparece.
    Sua lista me será muito útil, obrigada por compartilhar!
    Bjs

  32. Há alguns anos, uma professora do Mestrado em História havia indicado ler livros de “Romance Policial” para observar como os “detetives” e “investigadores” prestão atenção nos indicios, vestígios, testemunhos e provas. Enfim, como são reconstituidos os fatos a partir de um conjunto de elementos que as vezes passam desapercebidos. Até que consegui ler “Um corpo na biblioteca” e realmente, não devemos confiar no “testemunho”, e ficar atendo nos detalhes …
    Vou começar a trabalhar com Agatha Christie nas aulas de teoria e metodologia da pesquisa em história…

  33. Meu primeiro livro foi PORTAL DO DESTINO eu tinha 15 anos desde então nunca mais parei de ler. Eu tenho verdadeira paixão por essa autora. Tenho muita atração por desvendar mistérios´e foi por ela que comecei a ter gosto pela leitura.

  34. Olá! Achei esse blog por acaso, e me interesso muito pelas obras de Agatha christie. Até hoje, li apenas ‘o caso dos dez negrinhos’, de longe o melhor livro que já li. (Aliás, acabei de ler não faz nem uma semana)
    Gostaria de saber se há uma forma “recomendada” para ler as obras (ordem de leitura) pois vejo que há personagens que aparecem em não apenas uma obra.

  35. Olá! Agradeço imensamente a vocês por terem feito esse blog. Conheci ontem e já me apaixonei por ele. Era isso que eu estava procurando, ideias, formas diferentes de ver as obras de Agatha e notícias atuais também =). Além do mais, tenho um grande apreço por fãs, mas fãs de coisas boas, grandes, como são as obras desta Dama. Li cerca de dez livros da Agatha e tenho o objetivo de lê-los todos (romances policiais), já que é meu estilo literário preferido, porém quero fazer uma pergunta: vocês conseguiriam colocar nessa lista os nomes dos detetives da história? Por exemplo:

    Ano Titulo Original Título Brasileiro Detetive
    1934 Murder on the Assassinato no Hercule
    Express Orient Expresso do Oriente Poirot

    É que já procurei alguma lista assim, mas até hoje não encontrei nada satisfatório. Agradeceria muito se conseguissem isto, mas já adoro este blog assim mesmo ;).

    • Oi, Victor,

      um dia faremos isto sim. Vou tentar no ano que vem recomeçar a leitura desde o início, aí farei toda a anotação necessária. Obrigado pelo carinho e pelas visitas, indique o site e sucesso para você.

      Um abraço !
      Tommy

      • =). Estou a espera dessa lista, ficarei muito grato. Farei sim a indicação do site para pessoas que eu conheça e que gostem da Dama do Crime. Espero sucesso de vocês também, e estarei atento aos novos post’s do blog. Agradeço imensamente a oportunidade de conhecer mais desta maravilhosa autora e toda sua capacidade dedutiva. Abraço!

      • Olá, L.F.Rovi
        Era isso mesmo que eu estava procurando. Muito obrigado pelo link, já fazia um bom tempo que eu estava a procura disso. Muito, muito grato mesmo. Abraço =)!

  36. Nada como a organização, não, L.F. Rovi?
    Já havia visto esta lista e salvei-a para auxiliar-me em minha leitura cronológica das obras da Dama do Crime.

  37. Realmente, Parker Pyne, eu estou usando esta lista para me guiar nas compras dos livros que ainda faltam (são muitos ainda)… Antigamente comprava de forma aleatória, agora sigo o conceito fabuloso da “ordem e método”. Gostaria muito de ler os poemas de Agatha (1925 The Road of Dreams (Poesias) // 1965 Star Over Bethlehem and Other Stories (histórias e poemas cristãos) // 1973 Poems). Se alguém souber onde encontrar… acho que nunca foram traduzidos para o português.
    Que me desculpem os outros, mas Hercule Poirot é soberbo. (seu tom de voz, sua pouca modéstia, seu brilhantismo… são inigualáveis.) Ainda bem que são 39 livros com ele.

  38. Este pequenino belga é, eu diria, Exuberante! L.F. Rovi.
    Em relação à compra dos livros, eu também comprava todos de forma aleatória, e hoje me arrependo disso, pois, desde que comecei a ler desta forma, vi como é melhor e teria sido muito mais agradável ter lido os cinco que comprei de forma aleatória, na forma correta.
    Ainda sim vou relê-los, para não sair da lista, haha.

    Acho que encontrei os poemas dela, veja o site:
    http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=8311&categoria=7

    Voi a lá!

    Que livro está lendo atualmente, L.F. Rovi?

  39. Bem, Sr. Pyne,
    O pequeno belga é uma das mais cômicas e interessantes personagens fictícias que já conheci, junto com as de Graciliano Ramos. Dou mais risadas com eles do que com qualquer programa humorístico da TV.
    Acabei de ler “Tragédia em três atos”. Bom, mas não excelente.Tem alguns trechos interessantes, mais ou menos no início há um parágrafo curioso em que Poirot deixa escapar alguns dados autobiográficos… A possibilidade sugestionada na última página do livro acaba dando um valor a mais ao livro. (Claro, isso tudo é minha humilde opinião e simples análise.) Já leu este?
    Ainda não foi este que tirou de “O Natal de Poirot” o posto de meu preferido. “A Morte no Nilo” quase empata… mas ainda preciso ler muitos outros…para saber… felizmente nossa Agatha nos deixou com muitas opções…
    Sobre os poemas do link, acredito que não seja os da Agatha Christie, escritora reverenciada neste blog, mas talvez de outra pessoa, pela descrição do perfil: Agatha Christie – Belém/PA – Brasil, 28 anos.
    Ainda sim, obrigado por ter se dado ao trabalho de procurar e enviar-me o link. Porém, acho que os poemas de Agatha nunca foram lançados no Brasil…, sendo assim ficamos à espera de alguma alma caridosa (que tenha os livros em inglês) que possa traduzi-los para nosso idioma…(ou quem sabe eu devesse aprender inglês para poder lê-los..)

    Atualmente estou lendo um livro de Fernando Pessoa, e logo em seguida volto para Agatha, para começar “O Mistério de Sittaford”, e enfim seguir a ordem cronológica após a leitura dele, pois os anteriores eu acredito já ter lido. O “Tragédia em Três Atos” li forma impulsiva…mas tudo bem.
    Ainda não conheço o detetive “Parker Pyne”, mas vou chegar lá um dia…

    E o Sr.? O que anda lendo por aí?

  40. Sr. Rovi, ainda não tive o deleite de ler “Tragédia em Três Atos”, ainda falta uma quantia considerável de livros para chegar lá…
    Como já disse, lamento por não começar a ler as obras desta dama já na ordem cronológica, e acabei por ler alguns de forma aleatória. Mesmo assim, esta ação involuntária presenteou-me com o meu posto de preferido, chamado “O Caso dos Dez Negrinhos”, ou ainda, “E Não Sobrou Nenhum”. Até o momento, foi o único livro que li em dois dias! Tamanha minha ânsia por descobrir o final (que, diga-se de passagem, foi esplendido!). Já leu?
    Outros dois que quase se igualaram à este foram “O Assassinato de Roger Ackroyd”, cuja revelação do assassino, lida pela primeira vez por mim, foi a mais surpreendente (o que achou deste?), além de “Assassinato no Expresso do Oriente”, bastante conhecido.

    Ainda não li também “O Natal de Poirot”, mas talvez tome o posto de meu preferido como fez à você.

    Atualmente estou terminando um livro de ficção científica (gênero que também gosto bastante), de Isaac Asimov. Em seguida retomarei, ansioso, à Dama do Crime, com “O Mistério do Trem Azul”.

    • Bem, Sr. Pyne, “O Caso dos Dez Negrinhos”, “Assassinato de Roger Ackroyd” e “Assassinato no Expresso do Oriente” são de fato os melhores livros de Agatha Christie, isto é, os mais conhecidos,lidos e comentados mundo afora (creio eu). Adoro os três e tenho o DVD do “Assassinato no Expresso Oriente” (uma joia rara), sei que há algumas adaptações cinematográficas do Caso dos Dez Negrinhos mas ainda não encontrei (tenho buscado no Youtube alguns, e encontrei “Um gato entre os pombos” (ótimo livro também) e “A mão misteriosa” (ainda não li o livro referente a ele).

      Minha predileção por “O Natal de Poirot” talvez esteja no fato de ter sido o primeiro que li da Dama do Crime, entre 1997-98…. e naquela época tinha pouco acesso aos livros dela, o que me fez relê-lo diversas vezes… até que consegui outro: “Morte no Nilo”, outro dos meus preferidos (também tenho o DVD desse). Não só por ter sido o primeiro mas, por ter uma trama maravilhosa (um drama bem familiar e caseiro), personagens bem diferenciados (em alguns livros dela eu não consigo muito bem gravar a personalidade de cada um deles, às vezes chego no meio do livro sem saber quem é quem…com ‘Tragédia em três atos” ocorreu um pouco disso; é bem verdade que após umas cinco leituras fica fácil reconhecer cada um dos envolvidos no enredo..hehehe) e um final estupendo.

      Mas confesso que os três citados por você são as obra-primas de Agatha. Cada um deles tem uma característica própria que em alguns casos acaba subvertendo o gênero policial (já li que quando foi lançado o “Assassinato de Roger Ackroyd”, muitos outros escritores de policiais criticaram as artimanhas que Agatha criou no enredo…). Se fosse indicar para algum “triste” leitor que ainda não conheceu nossa amada escritora inglesa, eu indicaria com certeza um desses três. São os três melhores finais que existem (na minha opinião) nos livros de Dame Agatha; o mais surpreendente acredito que seja mesmo o do “Assassinato de Roger Ackroyd” – até hoje ainda me pergunto: “como???” (não pelo assassinato em si, mas pela engenhosidade da escritora em nos omitir a verdade). Ainda que os outros dois também sejam igualmente intrigantes.

      Você comentou que leu o “Caso dos Dez Negrinhos” em 2 dias… eu não lembro exatamente quanto tempo levei, mas o livro dela que eu li mais rápido foi o “Os Elefantes não esquecem”, comecei pela manhã e terminei à noite… foi um dia surreal.

      Já ouvi falar de Isaac Asimov, o filme “Eu, Robô” foi baseado numa obra homônima de um livro dele, não? Também aprecio o gênero científico, mas ainda fico, sem querer, restrito aos filmes. Revi anteontem “Contato”, filme baseado num livro de mesmo nome do autor e astrônomo Carl Sagan; Não li o livro, mas o filme tem um enredo apaixonante.

      Ah, já li “O Mistério do Trem Azul”, mas infelizmente não lembro quase nada da trama…(há tantos pra ler que fico adiando a releitura dos “esquecidos”…)

  41. Ah, e os poemas… Admito que envergonhei-me um pouco quando vi que era um “fake”, haha, mille pardons…
    Acho que nunca foram traduzidos aqui mesmo, uma pena.

    • “Eh bien”, sobre os poemas… não se preocupe, a internet é uma caixinha de surpresas… uma dia a gente tira dela os versos escondidos da Rainha do Crime.

  42. Em relação aos filmes, Sr. Rovi, só tive o prazer de vê-los pela internet (o que já me agradou bastante), aliás, vou ver a última versão de “Assassinato no Expresso do Oriente”, bem melhor que a primeira, se me permite dizer. (David Suchet interpretando Poirot é de fato um espetáculo, não?). Não obstante, em um futuro próximo, pretendo comprar um box de “Poirot”, uma série magnífica!

    Realmente, “mon ami”, o final de “O Assassinato de Roger Ackroyd”, foi extraordinário! O Que me fez ler o livro duas vezes mais tarde, e percebi diversos pontos em que minha leitura foi desatenta.
    Foi a segunda obra que li de Agatha Christie, sendo a primeira “O Caso dos Dez Negrinhos”, e acredito (como aconteceu à você com “O Natal de Poirot”) que tenha sido este o fator decisivo para minha maior surpresa no final e a conquista do meu posto de preferido.
    Hoje tenho olhos mais sagazes e atentos, um tanto mais adaptados às mirabolantes tramas da Dama.

    Em um dia apenas leu “Os Elefantes Não Esquecem”? Um fato notável, devo dizer. Acho que Agatha Christie é a única que provoca esse efeito em nós, não é mesmo? Essa vontade insaciável de terminar um livro, esse deleite tão grande em ter um livro em mãos. Sempre que volto de algum sebo ou recebo algum livro que comprei pela internet, tenho vontade de começar a lê-lo e terminá-lo já! Mas me seguro e o guardo cuidadosamente junto dos outros de Agatha. Para depois, mais tarde, deliciar-me com sua leitura…

    Em relação à Isaac Asimov, gosto bastante também, sua visão sobre o futuro, as máquinas, os robôs, é realmente curiosa.
    Também já vi e li sobre Carl Sagan, mas ainda não li nada e nenhum filme sobre ele… Quem sabe daqui a algum tempo.

    Faltam só três capítulos para terminar “Os Robôs do Amanhecer” (livro de Asimov que leio atualmente), e então começarei “O Mistério do Trem Azul”.
    “os esquecidos”, à que se referiu, haha… de fato, alguns livros ficam para trás e só lembramos dos mais recentes, “O Inimigo Secreto”, livro que gostei, já não me lembro tanto da história… Mesmo assim, lembro-me claramente de “O Misterioso Caso de Styles”, acho que pelo fato de ter iniciado a leitura cronológica com ele (já que é o primeiro).

    • Creio que ficou meio confusa minha declaração sobre Carl Sagan: “Também já vi e li sobre Carl Sagan, mas ainda não li nada e nenhum filme sobre ele… ”
      Como assim, já vi e li e não vi e não li?
      Me expressei mal, quando digo que já vi e li, é que já vi documentários com ele e já li artigos em jornais e revistas sobre ele, mas nunca vi nenhum filme e nem li nenhum livro feito por ele. Por que usei “sobre” na segunda frase não sei… haha.

  43. Sr. Pyne, fiquei curioso sobre a “última versão do Assassinato no Expresso do Oriente”, do qual o senhor comentou. A versão que tenho é a de 1974, com Albert Finney interpretando Poirot. Não sabia que tinha outra… até agora! Pelo que pesquisei, por alto, na internet, esta versão foi feita para televisão, não saiu nos cinemas. Infelizmente ainda não assisti a nenhum episódio da série “Poirot” para TV. Preciso urgentemente reparar este meu erro… Procurar e arquivar estes episódios, para depois apreciá-los, pois, prefiro ler primeiros os livros para depois entrar em contato com as adaptações…assim como fiz com a série de animes japoneses sobre os livros de Agatha Christie (são uns 40 episódios sobre Poirot, Miss Marple e uma outra personagem nova), consegui baixar todos, mas ainda não assisti…(só o primeiro para sentir o “gostinho”) Talvez eu seja muito sistemático com essas coisas, nem a autobiografia de Agatha eu quis ler (li os primeiros capítulos, mas depois parei quando ela começou a fazer comentários sobre alguns livros dos quais eu ainda não tinha lido), acredito que seja apenas uma questão de “ordem e método”, como diria nosso bom detetive. Mas como já li o livro do Expresso do Oriente, sinto-me livre para conhecer qualquer adaptação que tenha sido feita dele.

    Sobre o “Elefantes Não Esquecem”, eu também acho um fato notável… principalmente para meus padrões de leitura, sou um “pouco” lento. Às vezes demoro meses num livro de 200 pgs. Nunca consegui aprender as técnicas da famosa “leitura dinâmica”, mas ainda sim, devagar vou chegando lá…

    Fiquei sabendo, aqui pelo blog, que foi lançado há uns dois anos, um livro chamado “Os diários secretos de Agatha Christie”, fiquei muito interessado, você já o conhece? Certa vez achei num sebo um livro chamado “O Mundo Misterioso de Agatha Christie – A Rainha do Crime”, um “achado arqueológico” digno das escavações do Sr. Max Mallowan e sua esposa. É sempre bom descobrir livros assim… preciosidades sobre uma escritora preciosa.

    Confesso que não gostei muito de “O Inimigo Secreto”, gosto mais dos livros “menos aventureiros” dela, onde a trama se desenrola num local fixo, numa casa de campo isolada, num navio no meio do Nilo, num trem no meio da nevasca, etc. Não que eu não goste de livros com aventuras – li, certa vez, um livro de 007…, e gostei muito do clima de espionagem, aventura, ação, – mas acho (e isto é puramente pessoal) que não me agrada muito ver essas coisas num livro de Agatha Christie. Gosto de Poirot exatamente pelo sua imobilidade física, segundo ele: ‘ficar farejando pistas por aí como cão’, não faz parte de seus métodos investigativos. E percebi (com o tempo) que os livros dela que menos me prendiam eram exatamente esses com personagens jovens e aventureiros que ficam pra lá e pra cá colhendo pistas…

    Desejo-lhe uma boa leitura do “Mistério do Trem Azul”, lembrei-me de uma declaração de Agatha sobre este livro… mas acho melhor deixar para comentar depois…

  44. É exatamente à essa última versão que me referi, que faz parte da magnífica série “Poirot”, apesar de possuir uma atmosfera cinematográfica. Este próprio blog postou alguma coisa sobre os dois filmes, veja: https://acasatorta.wordpress.com/2010/09/15/agatha-christie-120-anos-murder-on-the-orient-express-assassinato-no-expresso-do-oriente/

    Particularmente, acho que David Suchet nasceu para atuar como nosso querido Hercule Poirot, baixo, cabeça oval, até os hábitos de Poirot ele o faz.
    Também assisto somente os episódios cujos livros já li, pois seria um verdadeiro pecado para com nossa Dama ver o final antes de ler (que é muito mais satisfatório).

    Rogo-lhe que faça-me um favor, caro Sr. Rovi, não tente fazer uma leitura dinâmica quando ler as fantásticas obras de nossa dama, seus livros foram escritos para serem prazerosamente degustado por nós, leia com deleite, com “gosto”. Alguns se agradam mais lendo lentamente, alguns (como talvez seja o meu caso), leem rapidamente, não por querer ler rapidamente, mas sim por um desejo enorme de passar cada vez mais tempo com o livro em mãos, por adorar lê-lo e lê-lo cada vez mais! Deste modo, acabamos lendo o livro mais rápido do que o desejado, e assim (e acho que me compreende neste ponto) ficamos com a sensação de “já acabou?”. E Então compramos o próximo livro para nos deleitarmos novamente com a engenhosidade de nossa Rainha do Crime.

    Com relação ao “Diários Secretos de Agatha Christie”, eu conheço sim, foi escrito por um John Curran, ele é encontrado em um volume ou em dois separados, cada um com um conto inédito de Agatha Christie! Aliás, tenho um ao meu alcance, que encontrei no sebo, pretendo comprá-lo em um futuro próximo…
    Realmente, estes livros que falam sobre nossa valiosa Dama são muito agradáveis, este, em especial, fala da execução das obras da Rainha, como ela criava as histórias tão adoradas por nós, de fato um livro que os amantes como nós precisamos ter…
    Despertou também meu interesse com esse “O Mundo Misterioso de Agatha Christie – A Rainha do Crime”, vou procurá-lo também, além, é claro, da indispensável autobiografia…

    Também gosto dos livros que se passam em lugares fechados, com um número definido de suspeitos, onde, como diria nosso exuberante detetive “cada um tem alguma coisa à esconder”. Acredito que a maioria dos livros de nossa amada autora tem essa característica, se passar numa aldeia afastada (como nos livros de Miss marple), em um trem onde os passageiros são demasiado estranhos, em uma mansão com um ambiente familiar desgastado…
    Mas também gosto dos livros aventureiros, como acontece com os de espionagem que citou, que é outro gênero bastante agradável, onde gosto principalmente de Frederick Forsyth, Tom clancy e John Le Carré.

    E obrigado, acredito que irei gostar bastante de “O Mistério do Trem Azul”…

  45. Acabei de ler o “Mistério de Sittaford”(1931). Tem uma solução bem inusitada. O livro é bom, mas acho que faltou Poirot para dar um toque de elegância… O próximo será ‘A Casa do Penhasco”, assim que eu conseguir achar uma edição…

  46. Mr. Tommy Beresford, um raro prazer ler os comentários dos aficionados em literatura policial, principalmente em se tratando da Dama do Crime. Um de meus desejos alojados na compulsão por livros é vir a possuir a coleção completa da Agatha Christie… Aqueles livros em capa dura, hum… É fascinante pensar na atualidade da obra e na renovação de seus admiradores que atravessa gerações. Vocês merecem um prêmio pela dedicação, respeito e entusiasmo. Minha admiração e carinho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s