Come, Tell me How You Live: Mais memórias de Agatha

De acordo com o site da revista Veja, vem aí um “livro esquecido de Agatha”:

Descrito pela editora como “um livro esquecido de Agatha”, o título conta com textos pessoais e trechos de um diário da viagem feita pela autora ao lado do marido, o arqueólogo Max Mallowan, pelas ruinas da Síria e do Iraque depois da Segunda Guerra Mundial. O livro ainda traz mais de 40 fotos feitas pela romancista para documentar os lugares por onde passou com Mallowan.

As viagens da dupla, descritas por Agatha Christie como uma “crônica sinuosa”, segundo o Guardian, aconteceram durante os anos 1930, quando o casal conheceu vários locais históricos, que hoje são alvo de ações extremistas do Estado Islâmico, incluindo a antiga cidade assíria de Nimrud.

Leia mais clicando aqui.

Os Crimes do Monograma: Primeiro capítulo da trama de Sophie Hannah

downloadfile-1

A Nova Fronteira disponibilizou o primeiro capítulo de “Os Crimes do Monograma” e autorizou nosso blog “A Casa Torta” a tornar disponível para os visitantes do site (veja abaixo). O livro é publicado com exclusividade pela editora, e a obra, que teve pouca informação revelada até a data do seu lançamento mundial [08.09.2014], foi escrita pela britânica Sophie Hannah – autora de oito thrillers psicológicos publicados em mais de 20 países e adaptados para a televisão:

Esta é a primeira vez que os herdeiros da Rainha do Crime permitem a publicação de uma nova história com os personagens criados por ela. Mathew Prichard, neto de Christie, é grande apoiador do projeto: “Estou muito orgulhoso que uma escritora tão eminente quanto Sophie Hannah esteja entusiasmada e respeita suficientemente a reputação de Agatha Christie para aceitar a tarefa desafiadora de escrever uma nova história de Hercule Poirot.”

Sophie é uma grande fã de Agatha Christie desde os treze anos de
idade. “Eu li e colecionei todos os seus romances em um ano, e sou uma fã apaixonada – alguns diriam até mesmo obcecada – desde então. Foi Hercule Poirot e Miss Marple quem me fizeram querer devotar minha vida profissional à ficção policial, e foi a trama brilhante de Christie e sua compreensão profunda da psique humana que modelou minha identidade como escritora policial. Por isso, é quase impossível descrever em palavras o quão honrada estou de terem confiado a mim este projeto incrível – na verdade, eu ainda não consigo nem acreditar que isso realmente está acontecendo!”, conta.

De todos os livros de Agatha Christie, seu título favorito é “Por que não pediram ao Evans?” (Why didn’t they ask Evans?) e sua história favorita do Poirot é “Depois do funeral”, ambos publicados no Brasil pela Nova Fronteira. No ano passado, seu romance “Kind of Cruel” foi selecionado para o National Book Awards da Grã-Bretanha, na categoria de Crime Thriller e seu livro mais recente, The Carrier, ganhou o prêmio Specsavers National Book Awards por livro policial do ano. As críticas a seus livros foram ótimas, incluindo uma do jornal The Guardian, que diz: “O genial sobre os thrillers de Hannah – além das tramas mais impressionantes protagonizadas por mulheres – é que ela cria personagens comuns cujas peculiaridades psicológicas as fazem tão monstruosas quanto qualquer serial killer”. Sophie é também poetisa e já concorreu ao prêmio T.S. Eliot.

Para baixar o PDF, clique aqui.

“Novo livro” de Agatha Christie em destaque no jornal O Globo

Uma página inteira com Agatha em O Globo de 06.09.2014. A matéria conta que os herdeiros da escritora britânica permitiram a publicação de um livro inédito com um personagem criado por ela, com lançamento mundial na próxima segunda-feira, 08.09.2014:

“Os crimes do monograma” (Nova Fronteira) é uma das obras mais aguardadas do ano. A assinatura de Christie está na capa, acima do nome da verdadeira autora: a também britânica Sophie Hannah, romancista e poetisa de 43 anos.

Leia a matéria completa em:
http://m.oglobo.globo.com/cultura/livros/autora-continua-obra-de-agatha-christie-lanca-livro-protagonizado-por-seu-mais-famoso-detetive-13850211

20140906_101339

Viajando nas terras de Agatha, por Tito Prates

“Uma Aventura de Emoções na Inglaterra de Agatha Christie” é o apropriado subtítulo de “Viagem À Terra da Rainha do Crime”, uma deliciosa odisseia de Tito Prates pelas terras onde a Dama do Mistério nasceu, morou ou passeou, um livro publicado pela Chiado Editora. Tito é moderador da comunidade “Agatha Christie Brasil” do Orkut e do perfil “Agatha Christie Brasil” no Facebook: contacte por lá o autor e aproveite para conhecer mais sobre a vida e a obra de nossa querida autora.

Veja uma entrevista com o autor [setembro de 2013]:
http://comunidaderesenhasliterarias.blogspot.com.br/2013/09/entrevistatito-prates-escritor.html

TITO1

A polêmica sobre a “nova aventura” de Hercule Poirot

A nota é curta e direta, na verdade uma carta direcionada ao jornal The Telegraph sobre o “novo romance de Hercule Poirot”, a respeito do qual falamos aqui no A Casa Torta no post The Guardian e o “novo” Poirot:

Agatha Christie would be turning in her grave at the announcement that there is to be a new Poirot novel (report, September 4).

While I am sure Sophie Hannah will do an excellent job, the reason that Agatha Christie killed off her detective in Curtain was to prevent any such future spin-offs after her death. During her lifetime, Agatha Christie’s daughter Rosalind fervently protected the integrity of her mother’s work. It is sad that such integrity no longer appears to be the cornerstone of Agatha Christie Ltd.

Cathy Cook
Author, The Agatha Christie Miscellany
Bradwell-on-Sea, Essex

E gerou diversos comentários, confira:
http://www.telegraph.co.uk/comment/letters/10329075/One-case-too-many-for-Agatha-Christies-Poirot.html

Entenda o caso em outros links do The Telegraph:

– [04.09.2013] New Poirot book to be published with permission of Agatha Christie’s family
– [07.09.2013] Poirot without a decent plot really would be a crime

A foto do busto de Agatha em Torquay ilustra a matéria:

agatha_2680679c

Leia também:
Torquay Museum