Albert Finney (1936-2019): Faleceu Poirot

Albert Finney

Albert Finney

De acordo com o portal G1, o ator britânico Albert Finney, cinco vezes indicado ao Oscar, morreu aos 82 anos, segundo a agência Associated Press. Entre outros grandes filmes, Finney foi o Hercule Poirot da primeira versão de “Assassinato no Expresso do Oriente (1974):

A família do ator disse que ele “morreu pacificamente depois de uma doença curta com os mais próximos ao seu lado”. Em 2011, Finney revelou que havia sido diagnosticado com câncer renal. Detalhes sobre a causa da morte não foram divulgados.

Mais informações no Cinema é Magia, clicando aqui.

Post de dezembro de 2008:
[Filme] Murder on the Orient Express

Anúncios

Morte no Nilo: Nos cinemas, somente em 2020

Armie Hammer

Armie Hammer

“Death On The Nile” só acontece, na sequência cronológica das obras lançadas por Agatha, 8 livros depois de “Assassinato no Expresso do Oriente”, mas a já propagandeada nova adaptação cinematográfica será lançada como “sequência” do filme de Kenneth Branagh, como conta o site TrecoBox:

“Morte no Nilo”, também adaptado da obra de Agatha Christie, continua a seguir o detetive Hercule Poirot (Kenneth Branagh), que dessa vez investiga o assassinato da jovem Linnet Ridgeway. Casada com o ex-noivo de sua melhor amiga, ela embarca de Lua de Mel em um cruzeiro para o Nilo, onde é assassinada.

Com Gal Gadot (“Mulher-Maravilha”), Armie Hammer (“Me Chame Pelo Seu Nome”) e Tom Bateman no elenco, o filme acaba de confirmar a participação da atriz Jodie Comer, de “Killing Eve”.

Adiada já uma vez, o filme conta com a direção do próprio Branagh e tem estreia prevista para algum momento de 2020.

Vale lembrar que a obra já foi adaptada, com bastante sucesso, em 1978. Segundo informações do site Vital Thrills, a Fox mudou a data de estreia de Morte no Nilo para 02 de outubro de 2020.

Leia também a resenha de “Assassinato no Expresso do Oriente” clicando aqui.

Leia também:
Morte No Nilo | Fox altera a estreia do filme para 2020

Hercule Poirot: Salvo por…

Uma matéria publicada na Folha Online em 04.01.2019 fala sobre a edição brasileira da versão atualizada de “Agatha Christie – Uma Biografia”, da britânica Janet Morgan, e conta que a biógrafa aponta Miss Marple como a personagem favorita da autora. Morgan revela inclusive que Agatha desejava matar Poirot desde os primeiros livros:

“Miss Marple, sem dúvida. Agatha ficou refém de Poirot e passou a odiá-lo. Numa carta que ela escreve a si mesma, que reproduzo no meu livro, ela desejava matá-lo, mas não podia ‘porque ele é minha principal fonte de renda’. Então ela escreveu nos anos 1940 ‘Cai o Pano’, em que Poirot morre, para ser publicado só após a morte dela.”

Leia mais clicando aqui.

Clarice Lispector: 98 anos em 10.12.2018

“Prazer engraçado tive ao traduzir um livro de Agatha Christie. Em vez de lê-lo antes no original, como sempre faço, fui lendo à medida que ia traduzindo. Era um romance policial e eu não sabia quem era o criminoso, e traduzi com a maior pressa, pois não suportava a tensão da curiosidade”. (Clarice Lispector)

Homenagem no Google: