45 dias para os 120 anos de Agatha Christie

120 Anos de Agatha Christie em setembro de 2010, e a cidade de Torquay, na Inglaterra, já começa a planejar os festejos com muitos eventos em torno de sua moradora mais famosa:

Murder, mystery and mayhem are on the cards as the English Riviera prepares for its annual Agatha Christie Festival, the biggest event of its kind in the world. This September will see an extra special celebration of the life and works of the prolific author, for it is the 120th anniversary of her birth.

A huge number of events are set to take place over the week-long celebration including all-star theatre productions, a 1930s ‘village’ fete, guided walks, book signings, murder mystery dinners, train and boat trips, garden parties and a very special charity open-water swim. There will also be a birthday fireworks display on Torquay seafront on Wednesday 15th September, the day of her birth.

Entrada do site http://www.englishriviera.co.uk/agathachristie

Entrada do site Entrada do site http://www.englishriviera.co.uk/agathachristie

The festival is in fact a triple birthday celebration. The world’s most famous Belgian – Hercule Poirot – first exercised his “little grey cells” in Agatha Christie’s very first book, The Mysterious Affair at Styles, back in 1920, making this year his 90th anniversary. Miss Jane Marple also made her first appearance in a full-length novel in The Murder at the Vicarage in 1930.

Leia mais clicando aqui.

Rascunhos de Agatha

Reportagem de Alicia García de Francisco no portal G1 em 27.03.2010 conta que “O Caso dos Dez Negrinhos” e a “Morte na Praia”, clássicos de Agatha Christie, poderiam ter um final diferente, de acordo com o que mostra um livro que analisa os 73 cadernos de rascunho da autora:

A complexa simplicidade dos romances de Christie é revelada através das dezenas de cadernos que a autora encheu com suas anotações, objeto de estudo do irlandês John Curran em “Agatha Christie’s Secret Notebooks” (“Os cadernos secretos de Agatha Christie”, em tradução livre), ainda não publicado em português.

Curran, especialista na obra de Agatha Christie, a escritora que mais vendeu livros no mundo – 2 bilhões de exemplares em 45 idiomas, segundo seu site oficial -, passou quatro anos analisando os rascunhos.

“Eu sabia da existência dos cadernos, mas nunca, nem em meus melhores sonhos, cheguei a pensar que acabaria lendo eles um dia e publicando um livro sobre eles”, explicou Curran à Agência Efe em Torquay, cidade natal da escritora. Foi ali perto, na residência de verão dos Christie, que o especialista estudou os 73 cadernos conservados.

Leia mais clicando aqui.

Agatha Christie Mile

Onde as histórias acontecem

Onde as histórias acontecem

Os locais abaixo fazem parte do tour Agatha Christie Mile.

1. Cavernas de Kent: a Caverna Hempsley do livro O homem do terno marrom é uma réplica destas cavernas.

2. Anstey Cove: pequena praia onde Agatha e seus amigos faziam piqueniques ao luar. Neste local ela teve um encontro romântico com Amyas Boston; mais tarde ela usou o nome Amyas no livro Os cinco porquinhos.

3. Praia Meadfoot: Agatha era uma nadadora entusiasta. Em sua época, homens e mulheres não se misturavam nas praias, ficando 50 jardas separados (aproximadamente 45 metros).

4. Torquay Town Hall: local em que funcionava o hospital da Cruz vermelha durante a Primeira Guerra Munial. Agatha era enfermeira voluntária.

5. Torre da Igreja de Todos os Santos: igreja fundada com doção do pai de Agatha.

6. Cockington Court: propriedade da família Mallock, amigos dos Miller, onde se organizavam encenações de teatro amador de que Agatha participava.

7. Mansão Oldway: propriedade da família Singer (das famosas máquinas de costura), que Agatha freqüentava durante os bailes oferecidos.

8. Ferrovia Paignton a Dartmouth: Agatha descia na Churston Station para chegar à sua casa, Greenway. Poirot usou esta ferrovia nos livros Os crimes ABC e A extravagância do morto.

Fonte: The English Riviera

Post relacionados
Torquay Museum publicado em 24 de janeiro de 2008.
The Mysterious Affair at… All Saints ? publicado em 18 de maio de 2008.
Tour na Riviera Inglesa publicado em 7 de junho de 2008.
Igreja de Todos os Santos publicado em 15 de setembro de 2008.
Seguindo seus passos publicado em 8 de novembro de 2008.

Agatha e a dança

Aula de dança em Torquay. Agatha Christie é a do meio.

Aula de dança em Torquay. Agatha Christie é a do meio.

Da autobiografia de Agatha:

(…) tive aulas de dança, uma vez por semana, num local chamado grandiosamente As Salas do Ateneu, situado no andar acima da loja de doces. Devo ter começado a freqüentar as aulas de dança bastante jovem — com cinco ou seis anos, julgo — , porque recordo que a nursie ainda estava conosco e acompanhava-me até lá uma vez por semana. As crianças principiavam pelo aprendizado da polca. Começavam por bater o pé três vezes: direito, esquerdo, direito — esquerdo, direito, esquerdo — tumba, tumba, tumba — tumba, tumba, tumba. Devia ser desagradável para aqueles que estavam tomando chá na confeitaria que ficava abaixo! Voltando para casa, ficava ligeiramente incomodada porque Madge me dizia que não era assim que se dançava a polca. “Você escorrega com um pé, traz o outro para junto do primeiro e recomeça novamente com o primeiro”, dizia ela. Eu ficava muito desorientada, mas, aparentemente, a idéia da srta. Hickey, a professora de dança, era que deveríamos aprender o ritmo antes dos passos.

Continuar lendo

Seguindo seus passos

Grand Hotel, Torquay, 1912

Grand Hotel, Torquay, 1912

É certo que não é qualquer que pode igualar-se à Agatha Christie na criação de tramas misteriosas, mas sempre resta o consolo de que podemos, pelo menos, visitar os lugares por onde passou ou ambientou suas histórias.

Duas notícias ajudam a enriquecer essa lista de lugares, ambos na Inglaterra: o condado de York – que, na época em que as irmãs Brontë lá escreviam, era um só, mas hoje em dia se divide em do Norte, do Oeste e do Sul – e o condado de Devon, ainda mais em evidência atualmente com o lançamento do filme A Duquesa, com Keyra Knightley.

Es ésta una ciudad balneario, que durante siglos cobró fama por sus aguas sulfurosas. Los edificios hablan de la popularidad de la que gozó a principios del siglo XX. La nobleza europea llegaba en el tren desde Londres para bañarse y beber el agua con sabor a huevo podrido.

Aún hoy puede beberse. Un par de grifos públicos desprenden el olor del diablo, a azufre, del manantial. Pero la Primera Guerra Mundial inició el declive de esta ciudad amable, en la que los coches de lujo y los escaparates de primeras firmas indican que quien tuvo retuvo. Quizás por eso Agatha Christie, cuando perdió el juicio y los nervios por el adulterio de su primer marido, buscó refugio aquí. Y apareció después bajo nombre falso en uno de los hoteles de Harrogate, relajada, desmemoriada y tranquila. (El Mundo)

At the turn of the century, anyone of consequence holidayed on the English Riviera, a sunny stretch of South West English coastline. Looking not dissimilar to Monte Carlo – a resort it doubled for in at least one episode of Roger Moore’s TV series The Saint – the area boasts three towns, Brixham, Torquay and Paignton, although today they have effectively merged into one stretch collectively referred to as Torbay. Crime writer Agatha Christie was born in Torquay itself and her presence looms large. No fewer than 15 of Agatha’s novels are set in Devon thus heightening the intrinsic interest of the region’s attractions. If Cornwall is Daphne du Maurier country, then Devon is Christie country! (Moneyweb)

Tour na Riviera Inglesa

Ainda sobre Torquay, que citamos no post de 06.06.2008 sobre o festival anual, vale a pena (re)ler essa matéria publicada no jornal O Estado de São Paulo em fevereiro de 2008:

Agatha, a rainha do crime

Os romances de Agatha Christie estão entre os mais vendidos do mundo: cerca de 2 bilhões de cópias, segundo o Guinness Book, o livro dos recordes. Uma viagem até Torquay, na Riviera Inglesa, pode revelar outros mistérios – estes, sim, reais – sobre a “rainha do crime”. Foi lá que ela nasceu, em 15 de setembro de 1890, e viveu até se casar. Para comemorar seu centenário, em 1990, a cidade criou o Agatha Christie Mile, um tour por pontos importantes da vida da escritora.

É tudo muito próximo: o visitante andará pouco mais de 1,5 quilômetro pelo badalado balneário inglês, de areias escuras e águas frias, para completar o passeio. Retire o mapa do roteiro no centro de informações turísticas, na Baía de Torquay.

O texto cita o busto sobre o qual também falamos em um post de 24.01.2008.

Em setembro, em Torquay

Uma matéria publicada no Globo Online esta semana deixa água na boca dos fãs de Agatha Christie:

Festival na Inglaterra homenageia Agatha Christie em setembro

O Globo – Plantão – Publicada em 04/06/2008 às 16h14m

A cidade de Torquay, terra natal da escritora de suspense Agatha Christie, no Oeste da Inglaterra, vai organizar um festival em homenagem à sua famosa filha. De 15 a 20 de setembro, mais de 40 eventos irão celebrar a memória da rainha dos livros de mistério. No programa, estão previstas caminhadas temáticas, apresentações de peças de teatro, exibições de filmes, workshops de texto e chás dançantes inspirados em suas obras. Também serão organizados passeios de barco pela costa do condado de Devon, seguindo em direção ao Rio Dart, onde fica a casa em que Agatha Christie viveu.

Outras informações podem ser obtidas no endereço:

http://www.englishriviera.co.uk/site/attractions/heritage-and-culture/
agatha-christie/agatha-christie-festival

The Mysterious Affair at… All Saints ?

Dame Agatha já faleceu há muitos anos mas, curiosamente, elementos de sua vida ainda geram mistérios… Veja este caso na igreja em que a dama do crime foi batizada:

The wardens, aged in their 60s and 70s, held night-time vigils in an adjacent hall in the hope of seeing the thieves who had stolen an estimated £25,000 worth of lead from the flat roof.

Their patience was rewarded when a suspect was captured by police at dawn and arrested.

All Saints Church in Torquay, Devon, is known as Agatha Christie’s church and was built with money donated by her father, Frederick Miller.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Outro texto a respeito pode ser lido clicando aqui.

Viajando por Agatha

Nós já falamos um pouco sobre isso em post de 24 de janeiro de 2008, mas de qualquer forma vale a pena ler um artigo publicado no site do Estado de São Paulo no último dia 25 de fevereiro:

Os romances de Agatha Christie estão entre os mais vendidos do mundo: cerca de 2 bilhões de cópias, segundo o Guinness Book, o livro dos recordes. Uma viagem até Torquay, na Riviera Inglesa, pode revelar outros mistérios – estes, sim, reais – sobre a “rainha do crime”. Foi lá que ela nasceu, em 15 de setembro de 1890, e viveu até se casar. Para comemorar seu centenário, em 1990, a cidade criou o Agatha Christie Mile, um tour por pontos importantes da vida da escritora.

Leia o texto completo no site do Estadão, “Agatha, a rainha do crime”, clicando aqui.