RJ: Feira de Livros Usados em abril e maio de 2013

A tradicional feira de livros usados da cidade do Rio de Janeiro, que funciona sempre de forma itinerante e que tem sempre à venda milhares de livros em promoção, já está montada na Cinelândia, centro do Rio, e lá ficará até o meio do mês de maio de 2013 (vou confirmar pessoalmente a data). Próximos locais previstos:

Cinelândia (Praça Floriano Peixoto) = Abril/Maio, com 30 barracas
Nova Iguaçu (Praça Rui Barbosa) = Junho/Julho, com 14 barracas
Copacabana (Praça Serzedelo Correa) = Junho/Julho, com 11 barracas

Vale lembrar que, para os fãs de Agatha, há sempre barracas com livros que variam entre 5 e 15 reais, incluindo edições do Círculo do Livro em ótimo estado de conservação.

Aproveite que está na Cinelândia e conheça também a filial da Livraria Cultura…

Livraria Cultura no antigo Cine Vitória, RJ: Inauguração em 17.12.2012

Mantenha-se informado sobre os rumos da Feira de Livros do Rio de Janeiro visitando o post mais recente deste link:

https://acasatorta.wordpress.com/?s=%22feira+de+livros%22

A Casa Torta aproveita e agradece a todos os visitantes que deixam seus comentários e informações a respeito das feiras.

Anúncios

RJ: Feira de Livros no Shopping Tijuca em abril de 2013

Durante todo o mês de abril de 2013 e com término previsto para 01 de maio, os visitantes do Shopping Tijuca, Rio, podem aproveitar uma grande Feira do Livro no piso expansivo (subsolo). Aproveitem: há alguns livros de Agatha Christie à venda.

Agatha no Cooltural

assassinato-no-expresso-do-oriente

O ótimo blog “Cooltural – Literatura, cinema e afins!”, coordenado por Ademar Júnior no endereço

http://coolturalblog.wordpress.com/

publicou, em 14.04.2013, um texto sobre um dos mais populares livros de Agatha Christie. O post “Assassinato no Expresso do Oriente” é assinado por José Mailson:

Quem já leu Agatha Christie sabe que é quase impossível ler apenas um de seus mais de oitenta títulos. Assim, este foi o sétimo livro dela que li. Depois disto, ainda li Assassinato no Campo de Golfe, para o Clube de leitura. Quanto mais leio seus livros, mais vontade tenho de ler os outros. Em Assassinato no Expresso do Oriente, o famoso detetive Hercule Poirot desvenda mais um de seus casos de forma espetacular.

Quem além de Poirot seria capaz de desvendar, de forma magnífica, um crime que aconteceu em um trem, Expresso do Oriente, que está parado nos trilhos por conta da neve? Hercule Poirot alia toda a sua experiência com o fato de o luxuoso trem está surpreendentemente cheio para aquela época do ano. (…)

Leia o texto completo no Cooltural, clicando aqui:

http://coolturalblog.wordpress.com/2013/04/14/assassinato-no-expresso-do-oriente/

Por que Agatha Christie está pronta para um revival em Hollywood ?

Um artigo com o título “Why Agatha Christie is ready for a Hollywood revival” foi publicado em 05.04.2013 no site da revista The Week. Veja os trechos iniciais:

Get ready, mystery nuts: Agatha Christie, who was once dubbed “the world’s best-selling author” by the Guinness Book of World Records, is primed to make a big comeback. On Monday, Christie’s estate signed with talent agency William Morris Endeavor (WME) to develop new adaptations of the author’s work for film, television, and digital media.

In the near-century since Christie’s first piece was published, her dozens of novels, short stories, and plays have sold billions of copies, which makes her — from a sales perspective — the most successful female writer of all time. But the success of Christie’s work hasn’t inspired the same sustained media interest as that of fellow British authors Jane Austen and Charlotte Bronte, for example. Bronte’s Jane Eyre has seen numerous big-screen adaptations (the most recent was released in 2011), and Austen’s work has inspired everything from devout adaptations (including the Keira Knightley-starring version of Pride & Prejudice) to playful twists on her original stories (Clueless, which is loosely based on Emma, and From Prada to Nada, which draws inspiration from Sense and Sensibility.) Though her characters and stories have stayed alive through a repetitive series of films on British television, Agatha Christie’s impact has waned.

That wasn’t always the case. The first successful Christie adaptation came in 1957, when Billy Wilder helmed the multiple-Oscar-nominated Witness for the Prosecution. Over the next 30 years, Christie heroes like Miss Marple and Hercule Poirot appeared in multiple movies, played by the likes of Margaret Rutherford, Albert Finney, and Peter Ustinov. The Poirot adaptations were particularly successful, leading to a massive box-office gross for 1974’s Murder on the Orient Express and Oscar wins for 1978’s Death on the Nile. But Ustinov’s final appearance as Poirot in 1988’s Appointment with Death became an unwitting, ironic death sentence for Christie on the silver screen. After Ten Little Indians the following year, Hollywood forgot about her, and it hasn’t remembered her until now.

Agatha Christie autografando em 1965

Agatha Christie autografando em 1965

The blackout on Agatha Christie adaptations has been as much Hollywood’s loss as Christie’s, because the author’s oeuvre is a model of something American film has struggled for decades to find: A female creator that offers progressive views about women young and old. Women had barely earned the right to vote when Christie first made waves as a writer, disseminating what scholar Roberta S. Klein describes as “unconscious, intuitive feminism.” Thankfully, Christie’s first publisher, John Lane, insisted that she be published under her own name, rather than take on a male pseudonym. Poirot might have dominated her pen, with appearances in more than 30 of Christie’s titles, but Miss Jane Marple and Mrs. Tuppence Beresford balanced out her masculine hero by offering fierce and capable female detectives unrivaled in comparable stories of their time.

Leia o texto completo clicando aqui:
http://theweek.com/article/index/242305/girls-on-film-why-agatha-christie-is-ready-for-a-hollywood-revival

RJ: Projeto Troque 1 Livro

troque_1_livro_

Vários sites já reproduziram, mas nosso A Casa Torta também apoia a ideia, então nunca é tarde para colocar aqui também:

Por iniciativa de um grupo de cinco jovens, alguns pontos de ônibus da Zona Sul do Rio de Janeiro se transformaram em bibliotecas itinerantes. Os caixotes usados nas feiras livres viraram estantes de livros, que abrigam obras de Vladimir Nabokov a Jorge Amado, passando por contos infantis e escolares, que podem ser trocados e lidos gratuitamente pelos passageiros nos longos engarrafamentos da cidade.

O designer Vitor Sento Sé, um dos autores do projeto intitulado “Troque 1 livro”, explica que o objetivo da ação é desenvolver o potencial criativo da cidade. “Queremos melhorias e ideias inovadoras para o Rio. Nesse início, 100 livros foram doados por amigos. Queremos expandir para outros locais, como a Zona Norte e o Subúrbio”, conta o jovem de 30 anos.

No primeiro dia do projeto, que teve início na quarta-feira [03.04.2013], dez pontos de ônibus receberam as bibliotecas improvisadas. Os livros podem ser retirados e entregues na Rua Cosme Velho, na altura do Colégio São Vicente, na Praça Santos Dumont, na Gávea, na Rua da Passagem, em Botafogo, na Rua Jardim Botânico, na altura do Parque Lage, e em Ipanema, na esquina das ruas Garcia d´Ávila e Joana Angélica.

“Sabemos que na França e na Alemanha existe esse conceito de livros nos pontos de ônibus, mas lá não tem essa ideia de trocar, que é o mais legal do projeto”, diz o arquiteto e urbanista Hugo Rapizo, 28, um dos autores da iniciativa.

Leia mais a respeito no portal G1, clicando aqui.

Agatha Christie no Largo do Machado, Rio

Até meados de 2012, vários camelôs vendiam livros usados na região do Largo do Machado, Rio de Janeiro, em especial aos domingos. Em 2013, apenas um continua seu trabalho de vender exemplares de todo tipo: na Rua do Catete, próximo ao Cine São Luiz. Entre as descobertas, claro, vários livros de Agatha Christie, alguns bem surrados, custando entre R$ 5 e R$ 10. Aproveite: ele fica no local (esquina com a Rua Machado de Assis) quase todos os dias.

IMG_20130330_120452