Agenda de TV

televisao.jpg

Filmes adaptados da obra de Agatha Christie programados pelos canais brasileiros para setembro de 2009.

As informações foram fornecidas pelos canais e podem sofrer alteração. Consulte o site oficial da HBO, HBO Plus, Cinemax e Maxprime para confirmar a programação. O horário é o de Brasília.

Os canais da família HBO não reprisam mais o filme três horas depois como acontecia antes, exceto de vez em quando. Consulte sempre a programação.

Continuar lendo

Anúncios

Agatha entre as influências de P. D. James

P. D. James

P. D. James

“Escrever é um mistério que não quero desvendar” é o saboroso título de uma matéria publicada no site da revista Época com P. D. James, e o subtítulo é melhor ainda: “A escritora inglesa P. D. James conta por que lutou para transformar a literatura policial em grande arte – e conseguiu.”. Um trecho da (ótima) entrevista que cita Agatha:

ÉPOCA – Quais são os que mais a influenciaram?

P.D. James – São muitos, mas os principais são Wilkie Collins em Pedra da Lua, as histórias de Sherlock Holmes de Conan Doyle, os romances de Agatha Christie e sobretudo Dorothy L. Sayers, que me ensinou que o mais importante em um escritor de mistério é manter o interesse do leitor e investigar o que motivou um crime e o que se passa dentro da mente de um assassino, toda a complexidade de um crime.

Leia a entrevista completa clicando aqui.

Citando Agatha – Semana de 17 a 23.08.2009

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime, e também como forma de homenagear e prestigiar os blogueiros que tratam do tema ou citam Agatha em suas memórias de todos os tempos. Neste post, citações de blogs em português de 17 a 23.08.2009.

19.08.2009
Blog: O Falcão de Jade
Post: Tennyson e a lenda da “Lady of Shalott” e do espelho quebrado…

Recentemente, baseado neste tema, surgiu um romance, Tirra Lirra by the River, escrito pela escritora australiana Jessica Anderson, que é a história de uma mulher moderna que decide quebrar as grilhetas da sua prisão exterior (família, constrangimento social) e, logo, interior. Não li, não sei qual o seu interesse.
Mas li “O espelho quebrado”, da Agatha Christie (reeditado em 2007 pela ASA) , e desse gostei mesmo. “O Espelho Quebrado” foi originalmente publicado na Grã-Bretanha (“The Mirror cracked from side to side”), em 1962, ano em que seria igualmente publicado nos Estados Unidos sob o título “The Mirror Crack’d”. Foi adaptado ao cinema em 1980, com Angela Lansbury no papel de Miss Marple, contando ainda com as interpretações de Elizabeth Taylor e Kim Novak. Em 1992 é sua adaptado à televisão com a inesquecível Joan Hickson como Miss Marple.

23.08.2009
Blog: Astros e Estrelas – Reflexões Astrológicas
Post: Reinado Virginiano

Recadinho dos Astros e Estrelas para o mês de Virgem – O Rei atravessou a fronteira às 20h38 de 22 de agosto de 2009, com a Rainha no reino dos Librianos. Excelente poder de raciocino, hein! Que tal ler um livro da Agatha Christie?

Poirot inédito: The Capture of Cerberus

Inéditos da Rainha do Crime

Inéditos da Rainha do Crime

Ao faxinar a casa de Greenway antes de entregá-la como patrimônio histórico nacional, a família de Agatha Christie não encontrou apenas as fitas com gravações da Dama da Morte para sua autobiografia: encontraram também cadernos repletos de anotações.

John Curran, fã e amigo da família, analisou 73 cadernos e encontrou dois contos inéditos estrelados por Hercule Poirot. O tabloide Daily Mail publica o primeiro deles neste fim-de-semana em dois capítulos, no sábado e no domngo.

O primeiro capítulo de The Capture of Cerberus já está disponível via Web em inglês; clique aqui para ler.

Este e o outro conto [The Dog’s Ball] serão publicados no livro Agatha Christie’s Secret Notebooks: Fifty Years in the Making, de John Curran, a sair em 3 de setembro próximo. Além dos contos, o autor comenta outras descobertas nos cadernos de anotações como uma cena excluída de O Misterioso Caso de Styles, uma história famosa de Poirot que começou como se fosse de Miss Marple, ideias que não foram usadas, etc.

Acompanhe o que Curran tem a dizer sobre seu livro no blog que ele mantem dentro do site oficial de Agatha Christie clicando aqui.

O livro já está em pré-venda na Amazon inglesa por £14,00 [cerca de R$42,20 no câmbo de hoje].

Agenda | Convite para um homicidio

murderisannounced_wide

O canal de TV por assinatura Hallmark exibirá Miss Marple: Convite para um homicidio [A murder is announced, Inglaterra/2005], com a atriz Geraldine McEwan no papel de Jane Marple, no sábado [22/0/09] às 8h00.

Sinopse: O anúncio era absolutamente claro e explícito: “Acontecerá um assassinato na sexta-feira dia 5 de outubro em Little Paddocks, às 19 horas” Todos no povoado estavam apreensivos, mas esperavam que se tratasse de uma simples brincadeira, onde se escolhe um assassino, as luzes são apagadas, a vítima cai e os jogadores são convidados para investigar quem foi o culpado. Tudo era simples e divertido, até que descobrem um cadáver de verdade.

Curiosidade: a atriz Zoë Wanamaker [a Madame Hooch de Harry Potter e a Pedra Filosofal], que interpreta Letitia Blacklock neste episódio, também interpreta o papel da escritora Ariadne Oliver em três episódios da série Poirot [A terceira moça, A morte da Sra. McGinty e Cartas na mesa].

Post relacionado

Agenda de TV

Citando Agatha – Semana de 10 a 16.08.2009

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime, e também como forma de homenagear e prestigiar os blogueiros que tratam do tema ou citam Agatha em suas memórias de todos os tempos. Neste post, citações de blogs em português de 10 a 16.08.2009.

16.08.2009
Blog: Às 23h
Post: Morte no Nilo numa leitura em conjunto!

O fórum Estante dos Livros já está a organizar a próxima leitura em conjunto! O livro escolhido foi “Morte no Nilo” de Agatha Christie e a leitura começará na semana de 28 de Setembro, estando já aberta a inscrição. O livro será dividido, em princípio, em 3 partes e cada uma será lida ao longo de uma semana, realizando-se uma discussão para cada parte e depois, com a conclusão da leitura, uma discussão final, por volta de dia 18 de Outubro. Se gostam de ler, não podem perder uma destas iniciativas, vão simplesmente adorar!

And Then There Were None: Uma visão blogueira

And Then There Were None

And Then There Were None

O blog de cinema Cinemótica fez um post em 12.08.2009 comentando sobre a versão cinematográfica de “O caso dos dez negrinhos”:

Hm, está aí um clássico filme de suspense. Escrita por nada menos que Agatha Christie, And Then There Were None [ O caso dos dez negrinhos ], traz uma história repleta do puro suspense típico da escritora inglesa, e além do mais, o filme foi rodado em 1945, logo podemos admitir que o filme foi sim uma inovação para a época. Apesar de ter uma pouca duração, o filme consegue perfeitamente nos levar as páginas do livro, sem alterar nada, ou pôr algo a mais.

(…) Infelizmente, o filme não apresenta as técnicas do cinema atual. Me pergunto então se valeria mesmo a pena um remake dessa obra. O livro é perfeito com cada ponto de ortografia, ou seja, um ponto a mais, ou um ponto a menos, tiraria a perfeição da obra de Agatha. Será que se eles fizessem o filme de novo, a história seria levada a séria como foi no filme de 1945 ?

O estilo de comédias leves de Clair [ diretora ] e o roteiro dinâmico de Nichols diminuíram o clima macabro da obra original, mas agilizaram a história deixando-a agradável ao público, que tinha trabalho de descobrir o enigma – que é justamente uma das características básicas do livro de Agatha Christie.

Com excelente uso de humor e da ótima trilha sonora de Mario Castelnuovo-Tedesco, além das perfeitas gags visuais (uma das marcas registradas do diretor), o filme acabou se tornando um dos mais eficazes e simpáticos suspenses de todos os tempos. Um dos diálogos do filme, proferidos pela convidada miss Brent, demonstra sua leveza: “Foi muito estúpido matar o único criado da casa. Agora não sabemos nem onde encontrar a geléia”.

Para compor esta peça de humor negro o elenco foi genial, destacando-se Barry Fitzgerald (que atuara em O Bom Pastor), Walter Huston (pai do diretor John Huston e ganhador do Oscar de ator coadjuvante no clássico O Tesouro de Sierra Madre) e Judith Anderson (famosa por ser a governanta sinistra do clássico Rebecca, de Alfred Hitchcock).

Leia o texto completo no post do Cinemótica, clicando aqui.