Citando Agatha – Semana de 20 a 26.04.2009

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime. Neste post, citações de blogs em português de 20 a 26.04.2009.

26.04.2009
Blog: Viagem ao Fim da Noite
Post: Max Brod

Harold Bloom, o crítico americano, vaticinou outro dia que o jovem leitor que começar suas leituras pelo Harry Potter não evoluirá para leituras mais sofisticadas, como os clássicos. Na ocasião isso me fez recordar de um amigo da minha longínqua adolescência que devorava os livros de Agatha Christie, e quando leu o último das oitenta e tantas novelas da autora inglesa entrou em crise, somente resolvida quando se decidiu reler os livros. Depois disso eu não acompanhei mais o caso, mas naquela ocasião ler outro livro que não fossem os de Agatha Christie não fazia o menor sentido para ele.

22.04.2009
Blog: Conversa de Menina
Post: Agatha Christie, a rainha do crime

Meu fascínio pelos livros policiais começou com a leitura de Agatha Christie. Na época, eu estava com uns 15 anos e fazia curso de inglês na Acbeu. Lá, tinha uma biblioteca vasta. Não apenas livros em inglês, mas diversos outros, muito interessantes, em português, tanto da literatura nacional, quanto internacional. Um dia, em uma das estantes, lá estava Convite para um Homicídio. Eu sempre gostei de histórias com investigações criminais e muito suspense. E na orelha no livro, o anúncio de que ali poderia conter uma narração interessante me fez locá-lo. Não, eu não sabia quem era Agatha Christie naquele momento, e aquele livro foi o suficiente para me apaixonar pela literatura dela.

Anúncios

Citando Agatha – Semana de 13 a 19.04.2009

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime. Neste post, citações de blogs em português de 13 a 19.04.2009.

17.04.2009
Blog: A moça do sonho
Post: Longe, do meu lado

Apesar de ter dois irmãos e uma irmã, eu sempre gostei de brincar sozinha com minhas bonecas de papel. No colégio ia para a biblioteca na hora do recreio devorar os livros de Ágatha Christie.

16.04.2009
Blog: À Conversa
Post: Livros (6)

Já li e reli todos os livros da colecção Vampiro Gigante, assinados por Agatha Christie. De todos os personagens que criou, Hercule Poirot, é aquele que me é mais querido.

Agatha citando outros autores ingleses

G. K. Chesterton

G. K. Chesterton

— Ela estava segura de que não viu ninguém ?

— Sim, ninguém que ela considerasse alguém… parece loucura, mas entende o que quero dizer ? Podia ter sido alguém como um carteiro, leiteiro ou o entregador do açougueiro, alguém cuja presença fosse tão natural que nem se lembraria de mencionar.

— Você andou lendo G. K. Chesterton.

(“Assassinato na Casa do Pastor”, pág 125-126 da tradução de Edna Jansen de Mello para a Nova Fronteira)

Do Wikipedia:

Gilbert Keith Chesterton, conhecido como G. K. Chesterton, (Londres, 29 de maio de 1874 – Beaconsfield, 14 de junho de 1936) foi um escritor, poeta, narrador, ensaísta, jornalista, historiador, biógrafo, filósofo, desenhista e conferencista britânico.

Era o segundo de três irmãos. Filho de Edward Chesterton e de Marie Louise Grosjean. Casou-se com Frances Blogg. Concluiu os estudos secundários no colégio de São Paulo Hammersmith onde recebeu prêmio literário por um poema sobre São Francisco Xavier. Ingressa na escola de arte Slade School de Londres (1893) onde inicia a carreira de pintura que vai depois abandonar para se dedicar ao jornalismo e à literatura. Escreveu no Daily News. Nascido de família anglicana, mais tarde converteu-se ao catolicismo em 1922 por influência do escritor católico Hilaire Belloc, com quem desde 1900 manteve uma amizade muito próxima.

Leia mais clicando aqui.

Miss Marple entra na moda

René Gurskov Fall 2009

René Gurskov Fall 2009

O dinamarquês René Gurskov é estilista e criou uma coleção de roupas masculinas para a temporada outono/inverno 2009-2010 baseada em… Miss Marple:

René Gurskov’s fall collection demonstates the courtship of modest reservation and youthful indulgence, resulting in a playful sophistication. This melting pot of various styles is best described by Gurskov himself:

In our search of exciting people , we ended up in st Marys Mead [sic]. The home town of Jane Marple.

Jane is always surrounded by the most eccentric people – all dressed in a certain country style deluxe.

Veja mais clicando aqui.

Citando Agatha – Semana de 06 a 12.04.2009

Este post pertence à nossa série – publicada sempre às terças – de posts que abrangem um resumo (de alguns) dos blogs que citaram Agatha Christie durante a semana anterior, a fim de registrar, periodicamente, parte desta enormidade de sites que falam, por um motivo ou por outro, sobre a Dama do Crime. Neste post, citações de blogs em português de 06 a 12.04.2009.

11.04.2009
Blog: Fugas
Post: O mistério da casa de férias de Agatha Christie

Foi a casa de férias da “Sr.ª Crime” durante anos. Agatha Christie comprou a Greenway em 1938 e por lá andou com a família até 1959. Acabaria por ser doada, em 2000, ao National Trust. Mas, até este ano, apenas os 12 hectares de jardins, o hangar marítimo e os caminhos da propriedade de 112 hectares, situada no condado de Devon (a 300km sudoeste de Londres), tinham sido abertos, permanecendo a casa ao serviço da família de Christie. Agora, e após uma profunda intervenção, a casa já está aberta ao público, ostentando um visual decalcado da era da criadora de Poirot. Entre as áreas já disponíveis para passear, contam-se a sala onde a autora tinha por hábito ler aos seus familiares, o seu quarto de dormir ou a sala de jantar. E, “last but not least”: é possível passar férias na casa, que tem capacidade para alojar até dez hóspedes. Se quer apenas visitá-la, é ir de quarta a domingo, das 10h30 às 17h00 – o bilhete custa 7 libras/€7,55 (atenção que se levar automóvel tem que reservar com antecedência lugar de estacionamento e pagar mais 1,20 libras).

Continuar lendo

Os jovens e a leitura

Trecho de um post do blog de Sérgio da Costa Ramos, dentro do Diário Catarinense:

Atrair um jovem para a leitura é um exercício de paciência. E de sagacidade. O primeiro passo é ler para eles textos curtos e interessantes. Usar como chamariz o texto bem humorado da crônica, que é uma literatura “sem gravata”. Ou até um capítulo de ação num clássico como Crime e Castigo. Há períodos em que Dostoievski parece perseguir um roteiro de novela de suspense — logo no começo, quando o estudante Raskolnikof mata Alena Ivanovna, a velha usurária. E um policial de Agatha Christie, como Morte no Nilo, é sempre um atraente roteiro cinematográfico.

Quem se animaria a atualizar suas leituras em dias de sol e céu azul, como os que este outono de abril nos presenteia?

É difícil, bem sei. Mas, cedo ou tarde, a juventude do mundo cyber descobrirá o significado daquela profecia de Sir Francis Bacon (que não é um sanduíche, mas o filósofo inglês), segundo a qual “Informação é Poder”.

Logo, por silogismo, “Ler é Poder”.

Leia o post completo clicando aqui.

Agatha em biblioteca do RS

Segundo o site jornal Correio de Notícias, cerca de 181 livros clássicos e novidades da literatura fazem parte do acervo que estão disponíveis na Biblioteca Municipal em Esteio, no Rio Grande do Sul:

As obras de escritores consagrados na literatura brasileira como Érico Veríssimo, Castro Alves e Jorge Amado assim como Gabriel Garcia Márquez e Agatha Christie da literatura estrangeira estão à disposição da comunidade. Também é possível encontrar títulos de sociologia, política, religião, economia, astrologia, além de livros didáticos.

Atualmente, a Biblioteca Rui Barbosa conta com sete mil exemplares para empréstimo, jornais e revistas para consulta local e mil exemplares de literatura infantil.

A nota foi encontrada neste link, e a Biblioteca de Esteio funciona na Casa de Cultura Lufredina Araújo Gaya (R. Padre Felipe, 900, Centro) e está aberta de segunda a sexta, das 8 às 20 horas.