Assassinato no Expresso do Oriente 2017: Mais notícias

Uma matéria do site da revista Marie Claire que fala sobre os 58 anos de Michelle Pfeiffer cita a nova adaptação de “Assassinato no Expresso do Oriente”, que estreia em novembro de 2017 nos cinemas:

Entre os seus próximos projetos estão um filme da HBO, “The Wizard of Lies”, o drama “Mother!”, de Aronofsky, onde dividirá cena com Jennifer Lawrence, além da adaptação cinematográfica do livro “Assassinato no Expresso Oriente”, de Agatha Christie, que terá Johnny Depp e Penelope Cruz no elenco. “Estou mais aberta agora, em um estado de espírito melhor, porque realmente quero e posso trabalhar”, acrescentou.

Leia mais clicando aqui.

Vale lembrar que desde 2013 a 20th Century Fox está a cargo da nova versão, que tem Ridley Scott, Mark Gordon e Simon Kinberg como produtores. No elenco até agora confirmado, Johnny Depp, Judi Dench, Daisy Ridley, Josh Gad, Penélope Cruz, Michelle Pfeiffer, Olivia Colman, Willem Dafoe, Lucy Boynton e o diretor Kenneth Branagh, que fará Hercule Poirot.

cinemagia.wordpress.com

A versão de 1974 venceu o Oscar na categoria de melhor atriz coadjuvante (Ingrid Bergman), além de ser indicado nas categorias de melhor ator (Albert Finney), melhor roteiro adaptado, melhor fotografia, melhor figurino e melhor trilha sonora – drama. Ganhou também três prêmios no BAFTA, nas categorias de melhor ator coadjuvante (John Gielgud), melhor atriz coadjuvante (Ingrid Bergman) e melhor trilha sonora. Recebeu ainda outras sete indicações, nas categorias de melhor filme, melhor Diretor, melhor ator (Albert Finney), melhor direção de arte, melhor fotografia, melhor edição e melhor figurino.

Assassinato no Expresso do Oriente: Mais nomes cotados para a nova verão cinematográfica

Michelle Pfeiffer, Charlize Theron ou Angelina Jolie em adaptação de livro de Agatha? Boas chances da primeira ser a escolhida, de acordo com o site CinePop:

No último mês, a atriz Angelina Jolie desistiu de estrelar a refilmagem do clássico ‘Assassinato no Expresso Oriente’.

Agora, a 20th Century Fox já tem outra atriz de renome na mira para substituí-la.

Segundo o THR, Johnny Depp e Michelle Pfeiffer são os preferidos do estúdio para estrelar a produção.

Pfeiffer disputa o papel de protagonista feminina com Charlize Theron , que chegou a negociar mas ainda não assinou o contrato.

Baseado no romance de 1934, escrito por Agatha Christie, o longa original foi lançado em 1974 e acompanhava o genial detetive belga Hercule Poirot (vivido por Albert Finney) investigando o assassinato de um magnata americano à bordo de um trem.

Leia mais clicando aqui. Kenneth Branagh vai dirigir e deve protagonizar a produção como Hercule Poirot. É aguardar para conferir como ficará a composição final do elenco.

Bons de garfo: Na Pista das Iguarias, por Ana Paula Laux e Rogério Christofoletti

No aniversário da revista “The President”, matéria de Ana Paula Laux e Rogério Christofoletti citando Poirot, “Treze À Mesa” e “A Aventura do Pudim de Natal”:

https://issuu.com/revistathepresident/docs/tp25

Screenshot_2016-07-19-01-38-36-1

Screenshot_2016-07-19-01-41-07-1

Closed Casket: Novo caso de Poirot, por Sophie Hannah

De acordo com post de Ana Paula Laux no site LiteraturaPolicial.com, a Harper Collins divulgou neste início de abril de 2016 a capa do novo romance policial de Sophie Hannah com o detetive Hercule Poirot, “Closed Casket” (“Caixão Fechado”, em tradução livre por enquanto):

O lançamento vai marcar o centenário de criação de Poirot, que estreou no livro O Misterioso Caso de Styles (o livro é de 1921, mas o detetive foi criado em 1916, por Agatha Christie) e se tornou um dos personagens mais populares dos romances policiais. Sophie Hannah é também autora de “Os Crimes do Monograma”, primeiro livro que marca a volta de Hercule Poirot.

O livro tem previsão de lançamento para 06 de setembro de 2016 e a notícia foi encontrada aqui:

https://literaturapolicial.com/2016/04/12/divulgada-capa-do-novo-romance-policial-com-poirot/

Screenshot_2016-04-12-13-40-09-1

Stanley Tucci: Um novo Poirot?

A notícia desta segunda quinzena de março de 2016 envolvendo a obra de Agatha sem dúvida foi a possibilidade do incrível ator Stanley Tucci ser tornar Poirot… pelo menos como desejo futuro dele. O que você acha?

Actor Stanley Tucci wants to play Hercule Poirot.

The 55-year-old star adored David Scuhet’s portrayal of Agatha Christie’s Belgian detective but, after numerous other stars have also played the character, he would also love a shot at the role.

Asked if there are anything else he wants to do in his career, he said: “Oh my God yes, Poirot! It’s a great role.

“They’re beautifully written books and it’s such an interesting role.”

Leia mais clicando aqui:
http://www.mirror.co.uk/tv/tv-news/stanley-tucci-play-poirot-star-7591753

Stanley-Tucci-wants-to-play-Poirot-main

Os Crimes do Monograma: Primeiro capítulo da trama de Sophie Hannah

downloadfile-1

A Nova Fronteira disponibilizou o primeiro capítulo de “Os Crimes do Monograma” e autorizou nosso blog “A Casa Torta” a tornar disponível para os visitantes do site (veja abaixo). O livro é publicado com exclusividade pela editora, e a obra, que teve pouca informação revelada até a data do seu lançamento mundial [08.09.2014], foi escrita pela britânica Sophie Hannah – autora de oito thrillers psicológicos publicados em mais de 20 países e adaptados para a televisão:

Esta é a primeira vez que os herdeiros da Rainha do Crime permitem a publicação de uma nova história com os personagens criados por ela. Mathew Prichard, neto de Christie, é grande apoiador do projeto: “Estou muito orgulhoso que uma escritora tão eminente quanto Sophie Hannah esteja entusiasmada e respeita suficientemente a reputação de Agatha Christie para aceitar a tarefa desafiadora de escrever uma nova história de Hercule Poirot.”

Sophie é uma grande fã de Agatha Christie desde os treze anos de
idade. “Eu li e colecionei todos os seus romances em um ano, e sou uma fã apaixonada – alguns diriam até mesmo obcecada – desde então. Foi Hercule Poirot e Miss Marple quem me fizeram querer devotar minha vida profissional à ficção policial, e foi a trama brilhante de Christie e sua compreensão profunda da psique humana que modelou minha identidade como escritora policial. Por isso, é quase impossível descrever em palavras o quão honrada estou de terem confiado a mim este projeto incrível – na verdade, eu ainda não consigo nem acreditar que isso realmente está acontecendo!”, conta.

De todos os livros de Agatha Christie, seu título favorito é “Por que não pediram ao Evans?” (Why didn’t they ask Evans?) e sua história favorita do Poirot é “Depois do funeral”, ambos publicados no Brasil pela Nova Fronteira. No ano passado, seu romance “Kind of Cruel” foi selecionado para o National Book Awards da Grã-Bretanha, na categoria de Crime Thriller e seu livro mais recente, The Carrier, ganhou o prêmio Specsavers National Book Awards por livro policial do ano. As críticas a seus livros foram ótimas, incluindo uma do jornal The Guardian, que diz: “O genial sobre os thrillers de Hannah – além das tramas mais impressionantes protagonizadas por mulheres – é que ela cria personagens comuns cujas peculiaridades psicológicas as fazem tão monstruosas quanto qualquer serial killer”. Sophie é também poetisa e já concorreu ao prêmio T.S. Eliot.

Para baixar o PDF, clique aqui.

A (possível) inspiração de Agatha Christie para criar Poirot

Jacques Hornais

Jacques Hornais

Será que Hercule Poirot foi inspirado em alguém que realmente existiu ? Matéria do The Telegraph de 12.05.2014 aventa esta possibilidade:

The inspiration behind Hercule Poirot remains one of crime fiction’s great mysteries.

But now a researcher is claiming he has uncovered the identity of a Belgian gendarme who may have inspired Agatha Christie’s famous sleuth.

Little known policeman Jacques Hornais met the author after fleeing his native country for Britain in the face of advancing German troops in 1914, just like the fictional character.

Christie introduced the legendary sleuth in her 1920 novel, The Mysterious Affair at Styles, and he went on to “exercise his little grey cells” in 33 novels.

The author never revealed any particular person as her inspiration but researcher Michael Clapp believes the evidence points to Hornias as the real-life Poirot.

He has unearthed new details of a meeting between Hornais and Christie, when she played the piano for him in her home town of Torquay.

Hornais, 57, and his son Lucian, 17, had travelled to Exeter, Devon, to meet Michael’s grandmother, a local volunteer called Alice Graham Clapp, who logged their names in her diary.

Mrs Clapp, a married mother-of-four, helped about 500 Belgians find accommodation in Britain during the Great War and was later honoured by the Belgian government.

She was involved in wartime fundraising events, hosting one at the home of a friend, Mrs Potts-Chatto, who was putting up Hornais and his son at her house in Torquay.

Newspaper records reveal that locals laid on entertainment at the soiree on January 6, 1915, with a 24-year-old Agatha Christie playing the piano for the Belgian guests.

The best-selling writer later claimed she “found” the characters for The Mysterious Affair at Styles while travelling around Torquay.

Character Emily Inglethorp’s poisoning is solved by the enigmatic Poirot, a famous Belgian detective displaced by the war to England who bears similar traits to Hornais.

Leia a matéria completa clicando aqui.

O Mail Online também fala a respeito:

‘Jacques Hornais’ – now revealed as Jacques Hamoir – fled his country in the face of advancing German troops in 1914, and made his way to England, just as the fictional character did.

_poirot

The 57-year-old and his son Lucian, 17, travelled to Exeter, Devon, to meet local volunteer called Alice Graham Clapp, who logged their names in her diary.

Leia mais aqui.